HOME

NOTÍCIAS

Ford chama funcionários demitidos para produzir peças de reposição, mas operários não vão

Ford chama funcionários demitidos para produzir peças de reposição, mas operários não vão

Reprodução internet

Após anunciar o fechamento de suas fábricas no Brasil, a Ford iniciou uma convocação oficial para que os funcionários retornem para produzir peças de reposição, de acordo com sindicatos que representam os metalúrgicos das unidades. “A Ford está mandando comunicados, mas a adesão está zero. Está tudo parado. Ninguém está indo (trabalhar). A fábrica precisou alugar um galpão porque na região de Simões Filho (BA) não tinha gente para descarregar mercadorias de 90 caminhoneiros aqui, em Camaçari.” Relatou Júlio Bonfim, presidente do sindicato dos metalúrgicos de Camaçari. Ainda de acordo com Bonfim, a empresa não negociou, até o momento, como será o processo de demissão e não se reuniu, formalmente, com o sindicato para discutir as rescisões e indenizações. O fornecimento de veículos Ford para o Brasil será abastecido por meio de importação, especialmente da Argentina e Uruguai. A empresa mantinha no país uma fábrica de motores e de transmissão em Taubaté (SP) e uma planta montadora em Camaçari (BA), que já interromperam a produção, além de uma planta da marca Troller em Horizonte (CE), que fecharia no fim do ano. Com informações de agências

Redação