HOME

NOTÍCIAS

Americanas e FAS já coletaram mais de 2 toneladas de resíduos sólidos em áreas de proteção ambiental do Amazonas

Americanas e FAS já coletaram mais de 2 toneladas de resíduos sólidos em áreas de proteção ambiental do Amazonas

Divulgação

Em conjunto com comunitários ribeirinhos e indígenas, iniciativa da Americanas e da Fundação Amazônia Sustentável (FAS) possibilitou a coleta de mais de 2 toneladas de resíduos sólidos na Amazônia. Ocorrido ao longo do último ano, o 2º ciclo do projeto contabilizou mais de 900 quilos coletados - uma redução de 20% no montante produzido nas comunidades em relação ao ano anterior. O projeto tem o objetivo de reduzir o descarte direto de resíduos no meio ambiente por meio de ações de educação ambiental. Anual, a nova leva de ações de estímulo à redução da produção de resíduos tem início marcado para entre os meses de fevereiro e março deste ano. As ações aconteceram na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro. Com apoio do BNDES, a iniciativa faz parte da parceria entre Americanas e FAS que promove, desde 2018, a conservação ambiental da região amazônica por meio da gestão de resíduos, inclusão digital, melhoria da alfabetização e empreendedorismo, em linha com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 12, da Agenda 2030 da ONU. "A atuação na Amazônia faz parte da nossa estratégia ESG. Entendemos que as comunidades desempenham um papel fundamental na conservação da floresta e, por meio desses projetos, buscamos impulsionar o desenvolvimento local, transformando realidades e gerando impacto positivo no meio ambiente", afirma Carlos Padilha, diretor de sustentabilidade da Americanas. Na ação realizada em outubro, os resíduos foram separados de forma voluntária por ribeirinhos e indígenas de 11 comunidades, e entregues em Postos de Entrega Voluntária (PEVs). Na etapa de triagem, o material foi pesado, prensado, higienizado e direcionado à Associação de Reciclagem e Preservação Ambiental (ARPA). O resultado desse processo foi compartilhado com catadores de materiais recicláveis, que reaproveitam parte dos resíduos para o artesanato, realimentando a economia local e reduzindo o descarte direto no meio ambiente. Educação ambiental e práticas menos nocivas O projeto de gestão de resíduos da Americanas e da FAS tem a meta de reduzir, anualmente, pelo menos 10% dos resíduos sólidos produzidos pelos moradores das comunidades atendidas - atingimento que foi dobrado na coleta deste ano. O caminho para este avanço são as ações de conscientização, que incluem oficinas e capacitação para a gestão ambiental, em que os moradores são estimulados a consumir de forma consciente e a separar corretamente os resíduos. Segundo o coordenador de projetos do Programa de Educação para Sustentabilidade da FAS, Amandio Oliveira, a redução na geração de resíduos é indício de que todas estas ações e orientações estão aumentando a consciência ambiental na região. "Podemos constatar que estamos conseguindo educar a população local, que vem produzindo menor quantidade de resíduos, fazendo o descarte, reaproveitamento ou a reciclagem de forma correta e eliminando práticas prejudiciais, como a queima ou despejo de resíduos nos rios", afirma. A Americanas também contribui para este ciclo de reaproveitamento dos materiais. Por meio do Jirau da Amazônia, disponível no site da Americanas, os comunitários podem escoar a produção artesanal para diferentes regiões do Brasil. Apoio logístico para Manaus A Americanas apoia a logística de transporte de oxigênio (cilindros, miniusinas e concentradores) e equipamentos de proteção (máscaras, toucas, aventais) para atender à população em Manaus, além de comunidades indígenas e ribeirinhas. A empresa está fazendo o frete de aeronaves e caminhões que levam as doações feitas por parceiros estratégicos, como a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e a Rede Brasil do Pacto Global (ONU), além de artistas como a cantora Maria Gadú.

assessoria de imprensa Americanas