HOME

NOTÍCIAS

Green Eletron faz parceria com Kalunga, Drogarias Pacheco e São Paulo para descarte de pilhas

Green Eletron faz parceria com Kalunga, Drogarias Pacheco e São Paulo para descarte de pilhas

Divulgação

Moradores de diversos estados brasileiros agora têm ainda mais opções para o descarte correto e responsável de pilhas. A Green Eletron , principal gestora da logística reversa de eletroeletrônicos e pilhas do Brasil, acaba de firmar uma parceria com o Grupo DPSP - responsável pela Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco - e ampliou sua colaboração com a rede de papelarias Kalunga, para a instalação de novos coletores de pilhas em 1.595 lojas de ambas as redes. O Programa Green Recicla Pilhas, que é administrado pela gestora, atende a todos os estados do país oferecendo a oportunidade à população de descartar suas pilhas descarregadas, possibilitando sua reciclagem. Com os novos pontos, o programa somará 6.116 coletores - um aumento de 35% em relação ao fim do ano passado, que fechou com 4.521 disponíveis. Dos novos coletores, 1.371 estão instalados em drogarias do Grupo DPSP em todo o país, enquanto 224 se encontram em lojas da Kalunga. Este é um momento importante, de expansão, para o programa de pilhas da Green Eletron. De outubro do ano passado até janeiro, a gestora quase triplicou sua rede de coleta para pilhas. "É muito gratificante promover o descarte correto e o cuidado com o meio ambiente por meio da nossa ampla rede de lojas em todo o país. A iniciativa tem total sinergia com nossos projetos para uma operação que seja não só sustentável, como desperte essa conscientização nos nossos clientes", afirma Felipe Zogbi, diretor de Operações, Expansão e Engenharia do Grupo DPSP. Ademir Brescansin, gerente executivo da Green Eletron, também comenta a expansão e parabeniza as marcas pela iniciativa. "A nova parceria com a Kalunga e a rede DPSP é um grande passo para nós, pelo aumento na capilaridade do programa Green Recicla Pilhas e também por demonstrar que as empresas têm, sim, interesse em crescer de forma sustentável", ele comenta. Por meio da reciclagem de pilhas é possível recuperar zinco, que é então empregado na fabricação de novas unidades. Outros materiais presentes na composição podem ser reutilizados na produção de pigmentos para pisos cerâmicos, tintas, entre outros usos. Por sua vez, os componentes que não podem ser reciclados são encaminhados para a destinação correta. Segundo estimativa da ONU, cerca de 2,1 milhões de toneladas de resíduos eletrônicos - como pilhas, baterias, eletroeletrônicos e seus acessórios - são gerados anualmente no Brasil. A Green Eletron trabalha junto a empresas e à população viabilizando a reciclagem desses materiais, que são reutilizados como matéria-prima na indústria. Foi fundada em 2016, pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Promovido pela gestora, o programa Green Recicla Pilhas foi criado em 2010 e, de lá pra cá, já destinou mais de 1.680 toneladas de pilhas para os seus destinos corretos. 26 marcas de pilhas já se associaram ao sistema. Encontre o coletor de pilhas mais próximo de você aq ui .

assessoria de imprensa Green Eletron