HOME

NOTÍCIAS

TIM tem alta da receita e aumento do lucro líquido no 4°trimestre

TIM tem alta da receita e aumento do lucro líquido no 4°trimestre

Reprodução internet

Os resultados financeiros e operacionais da TIM em 2020 confirmam que a companhia manteve a boa performance em um ano desafiador para toda a sociedade. Os impactos iniciais da pandemia foram superados e a empresa fecha o quarto trimestre com lucro líquido normalizado de R$ 1.038 milhões, alta de 13% frente ao mesmo período de 2019. A receita de serviços cresce em todos os segmentos, com evolução de 1,9% ano contra ano. O móvel mantém a trajetória de recuperação – alta de 1,5% na comparação com 2019 –, enquanto a receita de ultra banda larga segue como destaque: aumento anual de 25,0%. A receita líquida de produtos também mostra sinais de retomada, com crescimento de 3,6% no quarto trimestre frente ao mesmo período do ano passado, reflexo da boa receptividade das ofertas de Black Friday e Natal. A receita líquida total da companhia atinge R$ 4.678 milhões, com elevação de 2,0% A/A. A consequência do bom desempenho operacional é a evolução consistente do EBITDA normalizado, que fecha o quarto trimestre em R$ 2,4 bilhões, alta de 3,0% ano contra ano. Em 2020, a margem EBITDA normalizada chega a 48,5%, atingindo antecipadamente uma meta prevista para 2022. “O ano de 2020 foi desafiador para todos e a TIM conseguiu se adaptar com sucesso a circunstâncias absolutamente inesperadas, mantendo a performance financeira e operacional equilibrada. Iniciamos 2021 em uma trajetória de evolução consistente, o que nos dá ainda mais segurança para seguir com os importantes projetos que temos pela frente, como a chegada do 5G e a consolidação do mercado de telefonia móvel. Tudo isso só é possível porque atuamos sempre de forma ética, conduzindo negócios social e ambientalmente responsáveis. O aprendizado e as conquistas de 2020 dão à companhia condições de ampliar seu protagonismo e estou certo de que o melhor ainda estar por vir”, esclarece Pietro Labriola, CEO da TIM Brasil. Força no alto valor A TIM vem sendo bem-sucedida ao focar na rentabilização da base de clientes, o que fica evidente ao observar-se a evolução da receita média por usuário (ARPU). No trimestre, há crescimento em todos os segmentos: o ARPU dos serviços móveis aumenta 7,7% A/A enquanto o de TIM Live teve alta de 8,2% A/A. No período, o segmento pós-pago consolida-se como fatia cada vez mais significativa da base da operadora, atingindo 42,4% de participação, o que corresponde a 21,8 milhões de acessos. Os bons resultados são fruto de uma estratégia de portfólio com pacotes robustos de dados e ampla gama de serviços adicionais à disposição. No quarto trimestre, a operadora relançou o TIM Black Família com uma loja no app MEU TIM para o cliente personalizar a oferta com os conteúdos que quiser. O plano já representa 26% da base de pós-pago puro pessoa física da empresa. O pré-pago finaliza o quarto trimestre com 29,6 milhões de acessos, na primeira variação positiva (0,6% T/T) desde 2016. A alta de adições líquidas no período e a recuperação do número de recarregadores são fundamentais na evolução no resultado do segmento desde o seu período mais crítico.

assessoria de imprensa Tim