HOME

NOTÍCIAS

Circuito Mar e Ambev promovem ação de sustentabilidade em Salvador

Circuito Mar e Ambev promovem ação de sustentabilidade em Salvador

Divulgação

A MAP Brasil, agência especializada na gestão de carreiras de grandes talentos nacionais e internacionais e projetos especiais, em parceria com a AMBEV e a SOLOS, promove em Salvador ação de sustentabilidade focada na inserção socioeconômica de cooperativas de reciclagem, que foram afetadas diretamente pela não realização do carnaval em 2021. O projeto é uma das iniciativas promovidas pelo Circuito Mar, uma programação online especial que conta com artistas conhecidos e prestigiados na capital baiana, no espaço Casa Mar durante o Carnaval. A ação acontece de 13 a 28 de fevereiro, e terá quatro circuitos, beira-mar: Barra, Ondina, Rio Vermelho e Pituba, onde as cooperativas farão a coleta dos materiais gerados em bares, restaurantes, hotéis e condomínios, durante este período. A iniciativa pretende retirar 20 toneladas de materiais, como latinhas de alumínio, garrafas PET, caixas de papel e até óleo de cozinha. A coleta acontecerá duas vezes na semana, através de triciclos e uma kombi. O material recolhido será encaminhado para uma central em cada um dos circuitos, para que seja otimizada a logística. Depois os materiais seguem para triagem, pesagem e comercialização nas cooperativas parceiras. A expectativa é gerar R﹩ 100 mil em renda para mais de 200 cooperados. "Esse projeto é a oportunidade de conectar estabelecimentos com cooperativas para que deixemos um legado entre esses dois atores que poderão continuar se apoiando ao longo do ano. Isso reforça o propósito da Casa Mar e torna esses atores potências", explica Saville Alves, sócia da SOLOS, co-realizadora da ação de sustentabilidade. "Estamos muito felizes com essa iniciativa de ter pensado nas cooperativas de catadores, porque ficamos muito preocupados com a ausência do carnaval, que é o momento que a gente mais coleta material no ano, que é o que gera nossa renda. Além de também ser uma forma de divulgar o nosso trabalho, já que a gente ajuda a cidade a ficar limpa. Não vemos a hora de começar", Michele Almeida, presidente da cooperativa CAMAPET, que trabalha como catadora há 13 anos. Além dos catadores, o circuito mar vai também promover a geração de renda para costureiras, através da contratação de seus trabalhos para confecção de bonecas de pano, que serão destinadas para creches e comunidades. A ação inaugura o calendário de programação da Casa Mar em que a sustentabilidade é um dos pilares de atuação e conexão do ecossistema. "A sustentabilidade está presente na Casa desde o reuso criativo de embalagens para a sua infraestrutura, até a realização de espaços de troca e formação com a comunidade para que o tema esteja cada vez mais presente", revela Saville. Auxílio Ambev para catadores Além da ação com a Casa Mar, a Ambev firmou uma parceria com a Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT) para doar R﹩100 como auxílio financeiro a 2.800 profissionais de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Salvador. Para ajudar ainda mais no trabalho dos catadores e incentivar as pessoas a ficarem em casa e descartarem o resíduo corretamente, a Ambev firmou uma parceria com o portal eCycle que disponibilizará, durante os dias de Carnaval, um serviço de busca por pontos de descarte de resíduos, que serão destinados para as cooperativas de reciclagem. Ao todo, serão mais de 800 pontos de coleta mapeados e mais de 500 cooperativas apoiadas com a iniciativa. Para facilitar o acesso da população, a companhia vai disponibilizar, durante as lives promovidas pelas marcas da Ambev, um código QR da eCycle que vai direcionar o consumidor para a página do site com o serviço de busca dos pontos de descarte mais próximos. Perpetuação A ação é uma continuidade do projeto realizado no carnaval de 2020, quando foram recolhidas 162 toneladas de materiais recicláveis nos circuitos oficiais do carnaval de Salvador, o dobro dos resíduos coletados no mesmo período de 2019. A realização do projeto proporcionou a geração de quase R﹩1 milhão em renda para os mais de 3 mil catadores participantes.

assessoria de imprensa Map Brasil