HOME

NOTÍCIAS

Relatório ESG da Vivo revela a Sustentabilidade alinhada à estratégia do negócio

Relatório ESG da Vivo revela a Sustentabilidade alinhada à estratégia do negócio

Divulgação

A Vivo publicou, nesta semana, seu Relatório ESG, simultaneamente às suas demonstrações financeiras. A empresa impulsionou o compartilhamento de valor e a transformação positiva da sociedade por meio de uma constante evolução dos critérios ESG (Ambiental, Social e Governança Corporativa) aplicados à estratégia da companhia. Há nove anos, a Vivo faz parte do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3) da bolsa de valores. O indicador aponta as companhias que se destacam por sua atuação sustentável e busca auxiliar investidores na tomada de decisão. É a empresa do setor com a melhor posição da América Latina no ranking Dow Jones Sustainability Index (DJSI) e reconhecida como uma das companhias mais sustentáveis do mundo pelo S&P Sustainability Yearbook 2021, destacada como Industry Mover. Segundo o anuário, a Vivo registrou a mais forte melhoria de pontuação ano contra ano do setor, com um crescimento de 16,6%. O programa Recicle com a Vivo aumentou em 15% a coleta e a reciclagem de equipamentos eletrônicos em todas as lojas e revendas da empresa, somando cerca de 7,6 toneladas. Além disso, é a primeira empresa de telecom a ter energia 100% renovável e adotou o modelo de geração distribuída, com a utilização de fontes de origem solar, hídrica e de biogás para o abastecimento de mais de 28 mil unidades de baixa tensão da empresa, como lojas, torres, antenas, equipamentos de telecomunicações e escritórios. A Fundação Telefônica Vivo (FTV) aplicou cerca de R$ 59,4 milhões em projetos sociais, de educação e empreendedorismo, beneficiando 2,4 milhões de pessoas. E destinou, de forma extraordinária, mais R$ 36,6 milhões - em combate à pandemia - para hospitais públicos, contribuindo para a compra de insumos e equipamentos para as UTIs e para a alimentação de 60 mil famílias em extrema pobreza. Na esfera social, o projeto Escolas Conectadas, desenvolvido pela FTV e que estimula o ensino a distância para educadores de escolas públicas, ganhou o Prêmio UNESCO-Hamdan Bin Rashid Al-Maktum de Melhores Práticas e Desempenho no Aprimoramento da Eficácia de Professores. No último ano, a Vivo ampliou suas ações de diversidade, com objetivo de tornar a empresa ainda mais inclusiva e plural. O quadro de colaboradores está mais diverso: em 2020 foram contratados 11 profissionais transgêneros; mais de 40% dos profissionais são mulheres, sendo 25% diretoras e 33% em nível gerencial. A Vivo também ampliou a contratação de profissionais negros e a última edição do Programa de trainee teve 43% das vagas preenchidas por eles.Durante o período mais crítico da pandemia, com a economia dando sinais de enfraquecimento, a Vivo antecipou o pagamento em cerca de R$ 2 bilhões para centenas de fornecedores que atuavam em segmentos críticos e com maior necessidade de liquidez. A companhia aprovou, no final do ano passado, a conversão das ações preferenciais em ações ordinárias, garantindo a ampliação dos direitos a todos os acionistas, principalmente pela extensão do voto e concessão de tag along. Refletindo em suas diretrizes de compliance, a Vivo foi certificada com o DSC 10000, como referência nos padrões de certificação baseados nas leis brasileiras de anticorrupção.

assessoria de imprensa Vivo