HOME

NOTÍCIAS

Itália bloqueia envio da vacina AstraZeneca Covid destinada à Austrália

Itália bloqueia envio da vacina AstraZeneca Covid destinada à Austrália

Valentina Petrova/AP

A União Europeia fez sua primeira intervenção no fornecimento de vacinas contra o coronavírus, com a Itália bloqueando um carregamento da vacina AstraZeneca-Oxford para a Austrália. A Reuters informou, citando duas fontes, que a gigante farmacêutica britânica AstraZeneca havia pedido permissão de Roma para enviar cerca de 250.000 doses de sua fábrica de Anagni, na Itália. No entanto, o governo italiano recusou. O Financial Times também relatou a mesma história e um funcionário da UE, que preferiu permanecer anônimo, mais tarde confirmou a mudança para a CNBC. Um porta-voz da AstraZeneca se recusou a comentar quando contatado pela CNBC. Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores italiano não estava disponível imediatamente para comentar. Em janeiro, a União Europeia colocou controles temporários sobre a exportação de vacinas feitas dentro do bloco, após uma briga com a AstraZeneca e questões mais amplas de abastecimento. A UE tem estado sob pressão pelo que os críticos descrevem como uma lenta distribuição das vacinas de Covid. A Comissão Europeia, a instituição que lidera os acordos de compra, foi acusada de não garantir vacinas suficientes, e a agência médica da região tem sido criticada por demorar muito para aprovar vacinas que receberam luz verde em outros lugares. Os controles durarão até o final de Março e darão poderes aos Estados-membros da UE para rejeitarem a autorização das exportações se os fabricantes de vacinas não honrarem os contratos. Em janeiro, a AstraZeneca disse que entregaria muito menos doses à UE na primavera do que o esperado inicialmente, devido a problemas de produção em suas fábricas nos Países Baixos e na Bélgica. Em 31 de janeiro, disse que entregaria 9 milhões de doses adicionais no primeiro trimestre para tentar compensar o déficit. Publicado pelo site CNBC

Redação