HOME

NOTÍCIAS

Com compra do Big, Abilio Diniz segue dando as cartas no varejo nacional

Com compra do Big, Abilio Diniz segue dando as cartas no varejo nacional

Imagem reprodução: Tiago Queiroz

O Carrefour Brasil deu uma grande tacada ao comprar as operações do Big, o antigo Walmart, e consolidar ainda mais sua posição no varejo. A Advent teve um retorno espetacular em menos de três anos, ao investir R$ 1,6 bilhão e vender a operação por R$ 7,5 bilhões. Mas o grande vencedor desse negócio tem nome e sobrenome: Abilio Diniz. O empresário, dono da Península Participações, com uma fatia de 7,2% do Carrefour Brasil, foi o grande mentor do avanço da rede francesa no País. Em 2013, Abilio não conseguiu levar adiante o plano de uma fusão global entre Pão de Açúcar e Carrefour e acabou vendendo sua parte para o grupo francês Casino. Na época, foi um baque para ele. A saída do grupo fundado por seu pai, Valentim dos Santos Diniz, em 1948, entretanto, só fez aumentar o seu desejo de consolidar o mercado. E, se não podia fazer através do Pão de Açúcar, o bilionário começou, aos poucos, a comprar ações do Carrefour global. Hoje, Abilio tem 7,46% do capital total, é o terceiro maior acionista do grupo e conta com duas cadeiras no conselho de administração. Com o varejo em seu DNA e com uma posição relevante na empresa globalmente, ele liderou algumas ações do Carrefour no País. A abertura de capital na B3, em julho de 2017, quando levantou R$ 5,12 bilhões foi pensada pelo empresário para dar mais musculatura para as operações do Carrefour. Desde então, as ações se valorizaram 24,46%. A compra do Big, ex-Walmart, é mais um passo na consolidação do setor, vislumbrada anos atrás por Abilio. O empresário acompanhou de perto e deu o aval para a conclusão das negociações. “Em mais de seis décadas atuando no varejo, posso dizer que este é um dos movimentos mais importantes na história do mercado brasileiro”, disse Abilio em comunicado. “Já era fã do Carrefour desde que era seu concorrente, e a aquisição do Big permitirá à companhia oferecer mais serviços de qualidade em mais regiões do país num momento de profunda transformação do setor, que abre muitas oportunidades. Tenho muito orgulho de fazer parte dessa história e contribuir, como conselheiro e acionista relevante, para o crescimento do Carrefour no Brasil.” Por Neofeed / Carlos Sambrana

Redação