HOME

NOTÍCIAS

C6 Bank lança conta internacional de investimentos

C6 Bank lança conta internacional de investimentos

Reprodução internet

O C6 Bank lançou uma plataforma de investimentos inédita no Brasil, que fará com que clientes de alta renda tenham acesso a ativos do mundo inteiro diretamente pelo aplicativo do banco. Quem tiver uma conta global de investimentos no C6 Bank vai poder comprar e vender ações em bolsas de valores como a Nasdaq e a NYSE, investir em produtos de renda fixa mais sofisticados, como os bonds, e em fundos estrangeiros. A conta tem saldo em dólares e está sediada na agência do C6 Bank nas Ilhas Cayman. Com a Conta Global de Investimentos, o C6 Bank deve alcançar um público com maior capacidade de investimento e mais tolerante a risco, hoje atendido pela área de private banking ou pelo segmento premium de bancos tradicionais. “Com o lançamento da Conta Global de Investimentos, posicionamos nossa plataforma de investimento de maneira extremamente competitiva, com uma oferta atraente para o cliente de alta renda”, diz Romildo Valente, chefe da área de investimentos do C6 Bank. A plataforma nasce com cerca de 50 fundos mútuos, com aplicações mínimas a partir de US$ 1.000, e fundos de hedge, em que o investimento mínimo é de US$ 250 mil. No segundo semestre, a prateleira estará completa, com ações e bonds. Para ter acesso a esses ativos, é preciso antes abrir uma conta internacional no C6 Bank e fazer uma remessa em dólar. A primeira remessa mínima para a Conta Global de Investimentos é de US$ 50 mil; as remessas sucessivas partem de US$ 1.000. A curadoria dos ativos que estarão disponíveis na plataforma e a recomendação de ações serão feitas por parceiros com expertise global. O número de fundos será ampliado nos próximos meses. O processo é mais simples e vantajoso do que as opções disponíveis no mercado brasileiro para quem quer investir fora do país e ir além das aplicações em moedas estrangeiras, BDRs (certificados que representam ações de empresas do exterior) e ETFs (fundos de índice). Até o lançamento da conta global de investimentos do C6 Bank, para ter acesso a essa variedade de ativos do mercado internacional, era necessário abrir conta em uma corretora ou banco estrangeiros. Mesmo no segmento de private banking, o acesso a hedge funds é restrito, por serem fundos com poucas janelas de captação e com foco limitado nos clientes de varejo. Agora, é possível acessar esses produtos pelo mesmo aplicativo do C6 Bank onde o cliente mantém seus investimentos em reais, a conta corrente e o cartão de crédito. Outra vantagem é a tributária. O investidor paga 0,38% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) na hora de fazer a remessa para a conta no exterior e o Imposto de Renda só é descontado quando o dinheiro volta para o Brasil. O spread cambial da Conta Global de Investimentos é de 1%, uma das menores taxas do mercado. A nova oferta do banco chega no momento em que os investidores brasileiros têm olhado com mais interesse para a diversificação de portfólio por meio de aplicações no mercado externo, seja por causa da taxa de juros brasileira, que vinha em uma sequência de quedas nos últimos seis anos, ou mesmo para proteger a carteira das variações na economia interna. Todo cliente receberá tratamento vip e será orientado por um assessor de investimentos que vai ajudar com os primeiros passos no mundo dos investimentos no exterior, além de indicar as melhores oportunidades lá fora de acordo com cada perfil. Desde seu lançamento, o C6 Bank vem incrementando sua plataforma de investimentos com opções para todos os perfis de investidores. Pelo app, é possível comprar e vender ações na bolsa brasileira, aplicar em CDBs (Certificados de Depósito Bancário), fundos de previdência, FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário), ETFs, BDRs e em mais de 150 fundos. Há desde CDBs com aplicação mínima de R$ 20 até fundos para investidores qualificados (com aplicações financeiras em valor igual ou superior a R$ 1 milhão). O custo da Conta Global de Investimentos para o cliente é de US$ 500 por ano, mais uma taxa de 0,1% a 0,6% sobre o valor enviado para a conta no exterior. No caso dos fundos, há também um custo de transação, que é de US$ 28 para investir ou fazer o resgate.

assessoria de imprensa C6 Bank