Credítos: freepik
Mastercard lança Laboratório global de Inovação em Sustentabilidade
A Mastercard anunciou nesta semana o lançamento de seu novo Laboratório de Inovação em Sustentabilidade, que liderará o desenvolvimento do portfólio de produtos e soluções digitais com consciência ambiental da empresa. O laboratório vai focar em maneiras de capacitar empresas e consumidores a transformar a forma como produzem, distribuem e compram produtos e serviços, garantindo que as pessoas e o planeta possam prosperar enquanto a economia global se transforma digitalmente com grande rapidez. Em apoio ao Acordo Verde da União Europeia, a Mastercard escolheu Estocolmo, na Suécia, como sede do Laboratório global - um local que há muito tempo está na vanguarda da inovação sustentável, com forte compromisso dos consumidores, políticos e empresas com a transição para uma economia verde. "A promoção de soluções inovadoras com aplicações práticas é urgentemente necessária para atingir as metas globais de enfrentamento das mudanças climáticas", diz Kristina Kloberdanz, Diretora de Sustentabilidade da Mastercard. "À medida que continuamos a construir uma economia digital mais sustentável, o Laboratório de Inovação em Sustentabilidade nos permitirá criar conjuntamente um portfólio robusto de soluções ecologicamente corretas, unindo todos - empresas e consumidores - nas ações climáticas". Reconhecendo que o consumo terá que mudar para um paradigma mais sustentável a fim de cumprir as metas globais de redução de carbono, a Mastercard reimagina o futuro do comércio ao colaborar em soluções digitais projetadas para capacitar empresas, governos e os bilhões de consumidores em sua rede a ajudar a preservar o meio ambiente. O Laboratório focará especificamente em soluções que permitam gastos sustentáveis, à medida que mais consumidores desejem agir em prol do meio ambiente, bem como aumentar a visibilidade e rastreabilidade nas cadeias de valor para a fabricação de produtos que tenham um impacto positivo nas pessoas e no planeta. Inovação aberta para gerar impacto sustentável A Mastercard tem um histórico de construção de parcerias com startups inovadoras na região nórdica, onde o novo Laboratório estará sediado, tendo colaborado mais recentemente com a fintech sueca Doconomy para criar a Calculadora de Carbono Mastercard. A Mastercard também está fomentando a inovação em fintechs com foco no clima por meio do Climate Fintech Cards & Payments Challenge e seu programa Start Path de engajamento de startups. "As atividades humanas sem dúvida criaram a crise climática - e cabe a nós consertá-la", diz Mathias Wikström, CEO da Doconomy. "Trabalhando com a Mastercard e nossos parceiros em todo o mundo, estamos confiantes de que a inovação nos ajudará a lidar com isso. É verdadeiramente inspirador ver os recursos do Laboratório de Inovação em Sustentabilidade apoiar ações climáticas inclusivas realizadas por todos os bancos em todos os mercados". A pesquisa e o desenvolvimento no Laboratório já estão em andamento - com funcionários dedicados da Mastercard, startups parceiras e clientes - e o espaço físico será inaugurado na primavera de 2022 no hemisfério norte. O novo laboratório baseia-se na experiência da Mastercard em inovação orientada para o impacto em áreas como inclusão financeira e explorará como tecnologias como 5G, quantum e IA avançada podem ser aplicadas para enfrentar os desafios ambientais. Ele consistirá em um Centro de P&D focado em soluções para consumo sustentável e cadeias de valor; uma plataforma "Labs as a Service" para reunir parceiros e clientes na criação conjunta de soluções sustentáveis de valor compartilhado; e um Mastercard Experience Center para demonstrações práticas de produtos e engajamento pessoal. Entre as prioridades iniciais do laboratório estão a iteração do recurso Calculadora de Carbono Mastercard, agora incorporado em toda a rede global da empresa, garantindo que seja perfeitamente implementado pelos clientes - com membros da equipe da Doconomy baseados no Laboratório para oferecer suporte. Ele também explorará como a Mastercard Provenance pode continuar a elevar a transparência não apenas para o impacto social, mas também para as iniciativas ambientais, como permitir que as partes da cadeia de suprimentos tomem decisões de produção mais sustentáveis. Para impulsionar ainda mais a ação climática coletiva, a Mastercard continua a avançar em sua promessa de chegar a emissões líquidas zero até 2050, tendo recentemente aderido à iniciativa de Líderes da Cadeia de Suprimentos de 1,5 grau para abordar as emissões em sua rede de fornecedores. E a empresa uniu mais de 65 parceiros globalmente como parte da Coalizão Planeta Priceless, cujo objetivo é restaurar 100 milhões de árvores.
Fonte: Assessoria de Imprensa