Credítos: Imagem divulgação
Marca de bolsas veganas Maria Tangerina, lança bolsa Viga feita a partir do resíduo descartado da indústria alimentícia
A Maria Tangerina é uma marca de bolsas veganas feitas 100% no Brasil. O objetivo da marca é mostrar que é possível produzir de maneira ética e responsável, incentivando a indústria local e conscientizando sobre os impactos do consumo. Além de inspirar outros negócios a buscar a transparência, crescendo e investindo em iniciativas locais, pequenos ateliês e prestadores de serviços independentes. A Bolsa Viga foi minuciosamente estudada e planejada nos mínimos detalhes pela equipe de criação, sob direção de Pri Cortez para que o lançamento fosse especial e apresentasse de fato uma novidade ao mercado no âmbito do design sustentável brasileiro. Produzida em PU sendo 15% do material proveniente de resíduo descartado da indústria alimentícia, esse material elimina no mínimo 15% de produtos químicos (aditivos e resinas) derivados do petróleo na produção. Além de possuir proteção contra fungos e bactérias. Minimalista, moderna e atemporal, a Bolsa Viga está disponível nas cores off white, conhaque e preta e em dois tamanhos. A Bolsa Viga Média tem as especificações de 24 x 15 x 5cm e custa R$ 359,00. A Bolsa Viga Pequena apresenta as medidas de 21 x 13 x 5cm e custa R$ 319,00 e os dois tamanhos acompanham duas alças, uma para ser usada a tiracolo e a outra no ombro. O sucesso da pré-venda da bolsa foi tão grande que a marca, que conta com produção em pequena escala e planejou serie limitada da Viga, já conta com lista de espera! MAIS SOBRE A MARIA TANGERINA: A marca nasceu em 2013, fruto de um projeto pessoal da Pri Cortez, fundadora e diretora de estilo, durante o curso de Design de Produto. No começo, Pri fazia tudo sozinha e produzia todas as peças por encomenda. Foi no curso que conheceu o trabalho da Rede Design Possível, e assim começou o trabalho da Maria Tangerina. O objetivo da marca é mostrar que é possível produzir de maneira ética e responsável, incentivando a indústria local e conscientizando sobre os impactos do consumo. Querem inspirar outros negócios a buscar a transparência, crescendo e investindo em iniciativas locais, pequenos ateliês e prestadores de serviços independentes.
Fonte: Asssessoria de Imprensa