HOME

NOTÍCIAS

M&M se concentrará em veículos elétricos após encerrar negociação com Ford

M&M se concentrará em veículos elétricos após encerrar negociação com Ford

Reprodução

A empresa de automóveis da índia, Mahindra & Mahindra Ltd, se concentrará no desenvolvimento de seu portfólio principal de veículos utilitários esportivos (SUVs) e sua versão elétrica, disse um executivo sênior após a empresa encerrar as negociações de joint venture com a Ford Motor Co. Anish Shah, o vice-diretor administrativo, disse que a Mahindra se concentrará principalmente em SUVs de grande porte para seu mercado central da Índia no curto prazo e mudará para o elétrico no médio prazo, já que traça uma nova estratégia para seu negócio automotivo. "Estamos voltando ao nosso núcleo", disse Shah, que assumirá o cargo de diretor-gerente a partir de abril, à Reuters. "Vamos ver como podemos acelerar nosso investimento em eletricidade e realmente começar a nos mover para a nova era. Temos claramente a ambição de ser uma marca global e, novamente, a jornada elétrica é importante", disse Shah. O veículo elétrico de alta qualidade da Mahindra, Pininfarina Battista, é um ponto de partida, disse Shah, acrescentando que a montadora iria desenvolver mais plataformas elétricas na Índia para construir SUVs para os mercados locais e de exportação. Mahindra e Ford cancelaram sua joint venture automotiva devido à pandemia COVID-19, que os levou a reavaliar suas prioridades de alocação de capital. As duas empresas tinham planos de desenvolver conjuntamente veículos para fabricação na Índia, para vendas locais e exportação para dezenas de mercados emergentes sob o emblema da Ford. No entanto, Mahindra não estava convencida de que o empreendimento geraria os retornos necessários para justificar o maior investimento que teria de fazer em um mundo pós-pandemia. Shah disse a repórteres que a Mahindra havia inicialmente planejado investir cerca de 30 bilhões de rúpias (US $ 410,68 milhões) no empreendimento, metade dos quais seriam ações. Publicado pelo canal ndtv

Redação