HOME

NOTÍCIAS

Alibaba encerrará o aplicativo Xiami Music em fevereiro devido a 'ajustes operacionais'

Alibaba encerrará o aplicativo Xiami Music em fevereiro devido a 'ajustes operacionais'

Reprodução

O Alibaba Group anunciou que irá fechar sua plataforma de streaming de música Xiami Music no mês que vem, no dia 5 de Fevereiro, em um movimento que marca um passo atrás em suas ambições de entrar na indústria de entretenimento da China. "Devido a ajustes operacionais, interromperemos o serviço do Xiami Music", disse o braço de música online da gigante chinesa de comércio eletrônico em sua conta no Weibo . "É difícil dizer adeus depois de estar com você por 12 anos." O Alibaba adquiriu o serviço de música em 2013 e investiu milhões de yuans para competir no mercado de música online da China, que é dominado pela Tencent . Seus esforços, no entanto, não valeram a pena e o aplicativo atualmente possui apenas 2% do mercado de streaming de música da China, atrás de KuGou Music, QQ Music, KuWo e NetEase Cloud Music, de acordo com a TalkingData, empresa de inteligência de dados sediada em Pequim. O fechamento da Xiami também ocorre após os reguladores chineses anunciarem que lançaram uma investigação antitruste sobre o Alibaba, que além de seu negócio principal de comércio eletrônico também opera em setores como serviços financeiros, computação em nuvem e inteligência artificial. No entanto, isso não marca o fim da participação do Alibaba no mercado de streaming online. Em setembro de 2019, o Alibaba investiu US $ 700 milhões (cerca de Rs. 5.100 crores) em um dos concorrentes do Xiami, o NetEase Cloud Music. O anúncio foi feito após os reguladores chineses anunciarem uma investigação formal antitruste do Alibaba, e em um momento em que o cofundador do conglomerado, Jack Ma, estaria desaparecido. Notícia publicada por gadgets 360

Redação