HOME

NOTÍCIAS

Fábio Garcia deixa GPAT do Itaú para acelerar crescimento do segmento private da Lifetime

Fábio Garcia deixa GPAT do Itaú para acelerar crescimento do segmento private da Lifetime

Divulgação / Fábio Garcia

Com o objetivo de reforçar sua atuação no segmento private, um dos que mais cresce no país, a Lifetime atraiu um profissional com mais de 30 anos de experiência no mercado para liderar essa área e trouxe para sua equipe Fábio Garcia. Ele é um dos principais executivos que liderou o desenvolvimento do serviço de assessoramento aos investidores (GPAT) do Itaú Personnalité, referência em atendimento a clientes de alta renda no país. Garcia chega à empresa como diretor e com a responsabilidade de fortalecer a atuação da Lifetime nesse nicho. Com o objetivo de reforçar sua atuação no segmento private, um dos que mais cresce no país, a Lifetime atraiu um profissional com mais de 30 anos de experiência no mercado para liderar essa área e trouxe para sua equipe Fábio Garcia. Ele é um dos principais executivos que liderou o desenvolvimento do serviço de assessoramento aos investidores (GPAT) do Itaú Personnalité, referência em atendimento a clientes de alta renda no país. Garcia chega à empresa como diretor e com a responsabilidade de fortalecer a atuação da Lifetime nesse nicho. O executivo conta que viu a possibilidade de trabalhar na Lifetime de maneira muito positiva, já que valoriza oportunidades que conectem seus ideais aos objetivos da companhia. Além disso, Fábio avalia que o propósito da Lifetime de se tornar uma casa completa de serviços financeiros de alta renda, traz soluções estratégicas mais robustas e um modelo de relacionamento próximo e transparente que melhor vão se adequar as necessidades dos clientes, em linha com o que buscava neste momento de carreira. "A Lifetime é um uma das principais assessorias de investimentos do país, que conta com suporte do BTG e tem grande potencial para atingir crescimento agressivo. Me juntar a um time altamente qualificado e contribuir para o desenvolvimento da empresa foram fatores que provocaram essa mudança de carreira", conta Fábio Garcia. Ele destaca ainda que os valores, a governança, o foco na experiência dos clientes e a meritocracia bem estabelecidos, assim como outros atrativos da empresa, pesaram em sua decisão. "A Lifetime tem uma cultura organizacional e um programa de partnership real e aberto a todos que trabalham aqui, o que gera um ambiente de empreendedorismo, estimulando o crescimento constante e a sustentabilidade do negócio." Em outubro de 2020, a Lifetime AAI anunciou sua junção com o BTG Pactual com o objetivo de iniciar sua transição para se transformar em uma Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM). Com esse movimento, a empresa espera crescer o valor sob custódia de R$ 4 bilhões para R$ 21 bilhões até 2025. "Com o cenário de juros baixos e o crescente leque de opções sofisticadas no mercado, o segmento private requer um nível de atendimento da mais alta qualidade. Por isso estamos reforçando nossa equipe e serviços com a chegada do Fábio", afirma Marcello Popoff, sócio fundador da Lifetime. "A área que ele passa a liderar será fundamental para alcançarmos nossas metas de negócio, traçadas com a nossa união com o BTG." Fábio iniciou sua carreira no Lloyds Bank, passando também pelo BankBoston. Há 17 anos, ingressou na área de investimentos do Itaú e, nos últimos 8 anos, foi um dos executivos responsáveis pelo Itaú Personnalité, onde criou a área de gestão de patrimônio, um dos principais serviços de assessoramento de clientes de alta renda do país. No banco, ele liderava uma equipe de mais de 300 profissionais. "Creio que na Lifetime temos condições de oferecer um serviço realmente personalizado e adequado ao perfil de cada cliente. Quero fortalecer minha equipe com a chegada de profissionais empreendedores, que busquem a excelência na experiência dos clientes e que queiram construir o futuro do planejamento financeiro", comenta.

assessoria de imprensa Lifetime