HOME

NOTÍCIAS

Trump ainda não falou com Pence, que não deve convocar a 25ª Emenda e irá à posse de Biden

Trump ainda não falou com Pence, que não deve convocar a 25ª Emenda e irá à posse de Biden

Andrew Harnik, AP / Reprodução

O presidente Donald Trump não ligou para o vice-presidente Mike Pence desde os tumultos mortais no Capitólio dos Estados Unidos na semana passada, disse uma fonte familiarizada com o assunto à NBC News. Como a multidão pró-Trump estava atacando o Congresso na última quarta-feira, Pence teve que ser evacuado para um local seguro no Capitólio. Durante o ataque, Trump não verificou a segurança de Pence, disseram duas fontes familiarizadas com o assunto à NBC News. Alguns manifestantes pró-Trump pediam que Pence fosse enforcado. Trump ainda não condenou as ameaças de violência contra Pence, mas a Casa Branca emitiu um comunicado no sábado. “Condenamos veementemente todos os apelos à violência, incluindo aqueles contra qualquer membro deste governo”, disse o porta-voz da Casa Branca Judd Deere. Na preparação para o ataque ao Capitólio, Trump estava pressionando Pence a rejeitar os votos do Colégio Eleitoral de estados decisivos que entregaram a vitória do presidente eleito Joe Biden. Pence não tem autoridade constitucional para rejeitar votos eleitorais e se recusou a fazê-lo. A multidão impediu o Congresso de contar os votos do Colégio Eleitoral por várias horas na quarta-feira. A sessão conjunta do Congresso, na qual Pence presidiu, confirmou a vitória de Biden na quinta-feira, quando se reuniu novamente. O vice-presidente Mike Pence atualmente não está inclinado a invocar a 25ª Emenda da Constituição dos EUA para iniciar o processo de destituição do presidente Donald Trump, disseram à NBC News várias fontes familiarizadas com o assunto. Fontes próximas a Pence disseram à NBC News que a medida é vista como “impraticável”. A 25ª Emenda exigiria o apoio da maioria do Gabinete de Trump. Trump pode contestar a medida, o que enviaria a questão ao Congresso, onde uma votação de dois terços seria necessária para removê-lo. A CNN noticiou na noite de sábado que Pence não descartou a possibilidade de invocar a 25ª Emenda. No entanto, uma fonte disse à NBC News que a abordagem preferida é deixar “o tempo acabar”. No entanto, eles concluíram que o processo levaria mais de uma semana, o que diluiria seu impacto, dada a realidade de que o presidente eleito Joe Biden assumirá o cargo em 20 de janeiro. Mnuchin encurtou sua viagem ao exterior para retornar aos Estados Unidos para facilitar a transição para a administração Biden, disse uma fonte à CNBC no sábado. A decisão de Mnuchin de retornar mais cedo não tem nada a ver com a 25ª Emenda, disse a fonte. O vice-presidente Mike Pence comparecerá à posse do presidente eleito Joseph Biden em 20 de janeiro, disse um assessor do vice-presidente, uma divisão com a decisão do presidente Trump de não ir. O conselheiro revelou a decisão quatro dias depois de Pence procurar abrigo no complexo do Capitólio enquanto uma multidão de partidários de Trump que compareceram a um comício com o presidente ultrapassou o prédio durante a certificação dos votos do Colégio Eleitoral. O presidente Trump já afirmou que não comparecerá ao evento. Biden disse esta semana que estava feliz por não ter Trump ali, mas que Pence era "bem-vindo" e que isso ajudaria na transição. Notícia publicada pelo canal CNBC, com informações do The News York Times

Redação