HOME

NOTÍCIAS

Sudão pede apoio internacional para ajudar na recuperação econômica

Sudão pede apoio internacional para ajudar na recuperação econômica

Primeiro Ministro do Sudão, Abdalla Hamdok./Xinhua

O governo de transição do Sudão apelou ao apoio da comunidade internacional para tirar o país da turbulência econômica que os envolve há anos. O primeiro-ministro Abdalla Adam Hamdok disse em seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas no sábado que o governo precisa de apoio financeiro para oferecer serviços ao povo sudanês. "O Sudão, com o sangue de seus mártires, passou por décadas de tirania, injustiça e deterioração social", disse Hamdok em seu discurso pré-gravado. “Apesar de tudo isto, este período de transição da jovem gloriosa revolução vive muitas dificuldades, que exigem o apoio da comunidade internacional para poder levar os projetos e planos do governo destinados a melhorar a situação econômica”. Hamdok acrescentou que o governo de transição herdou uma "economia paralisada" e um "setor de serviços fraco e devastado", incluindo um sistema de saúde que foi negligenciado por décadas. A situação piora com a realidade atual do COVID-19. O primeiro-ministro também observou que seu governo iniciou um esforço para reformar as políticas e reestruturar a economia do país, apontando para planos futuros que incluem o apoio social às famílias pobres e o fortalecimento da produção agrícola, tanto nas áreas urbanas quanto nas rurais. "Estamos fazendo esforços incansáveis para reconsiderar a legislação nacional e garantir que esteja em harmonia com os critérios e convenções internacionais", disse ele, referindo-se aos esforços para "limpar" as leis de liberdade de expressão, proteção dos direitos das mulheres e impunidade, entre outros áreas. "É nossa esperança poder realizar projetos de reconstrução e reforma para que o Sudão se torne mais uma vez um ator ativo no cenário regional e contribua com a comunidade internacional e trabalhe para criar o futuro que queremos", acrescentou.

Redação