HOME

NOTÍCIAS

Na volta às empresas, multinacionais aderem tecnologia que monitora distanciamento social

Na volta às empresas, multinacionais aderem tecnologia que monitora distanciamento social

Na volta às operações, empresas multinacionais como Usiminas, Gerdau e Termium aderiram a uma solução tecnológica que monitora a distância segura entre funcionários para garantir os protocolos de segurança exigidos durante a pandemia de COVID-19. Em caso de aproximação igual ou inferior a 2 metros, o colaborador recebe um alerta no celular indicando a necessidade de afastar-se. A tecnologia “Zapt Contact Tracing” foi desenvolvida em virtude da pandemia pela startup brasileira Zapt Tech, sediada em Minas Gerais. Para Bruno Carneiro, CTO da empresa, além dos avisos em tempo real sobre o distanciamento social e do monitoramento de aglomerações, um grande benefício do rastreamento de contatos é a possibilidade consultar com quais funcionários alguém que tenha uma contaminação confirmada esteve próximo. “É possível otimizar o processo de mapeamento de pessoas que também possam estar infectadas com o vírus. Isso aumenta a eficácia de ações preventivas para frear a propagação da COVID-19”, explica o executivo. A medição de distância é feita por meio de um aplicativo e do bluetooth do smartphone, mas pode ser embarcada também em crachás e dispositivos wearable, como pulseiras. Em alinhamento com as regulamentações de privacidade, os funcionários são monitorados somente no perímetro da fábrica e dos escritórios, de acordo com a área de cada empresa contratante. Não são armazenados dados sensíveis dos colaboradores, somente nome e e-mail, permitindo o envio de mensagens customizadas para quem foi exposto ao vírus com orientações de segurança. A “Zapt Contact Tracing” tem sido adotada em grande escala pelos clientes. Mais de 40 mil funcionários da Usiminas foram impactados para usarem a tecnologia em todas as unidades da empresa. Já a Termium disponibilizou o aplicativo para 3500 funcionários no Rio de Janeiro, e a Gerdau para cerca de 500 colaboradores em seu escritório de São Paulo. O sistema também possibilita a instalação de sensores de monitoramento em locais específicos, gerando mapas de calor e relatórios de utilização dos espaços. Segundo Carneiro, esses dados são importantes para tomada de decisão precisa dos gestores. “Além de entender quais são as salas mais utilizadas ou ociosas, a empresa passa a ter controle sobre o acesso a áreas restritas, por exemplo”, relata. Os planos de contratação da solução “Zapt Contact Tracing” iniciam com um investimento de 2 mil Reais para cada mil funcionários. “Os valores e a facilidade de acesso à tecnologia permitem que a solução seja integrada rapidamente ao plano de segurança das empresas durante a volta ao trabalho presencial”, enfatiza Carneiro.

assessoria de imprensa Zapt Tech