Credítos: REUTERS / Stefano Rellandini / Foto de arquivo
Energia Eni da Itália faz descoberta gigante de petróleo na costa da Costa do Marfim
O grupo italiano de energia Eni (ENI.MI) disse nessa quarta-feira 1, que fez uma gigantesca descoberta de petróleo na costa do Marfim, que pode conter até 2 bilhões de barris de petróleo. Ela disse em um comunicado que encontrou óleo leve no bloco CI-101, acrescentando que pode haver 1,5-2,0 bilhões de barris de petróleo no local e 1,8-2,4 trilhões de pés cúbicos de gás associado. "Um programa de avaliação será realizado para avaliar o potencial significativo de valorização da estrutura geral que se estende até o bloco CI-802, também operado pela Eni", disse a empresa. Baleine-1x é o primeiro poço de exploração perfurado na Costa do Marfim pela Eni que tem participações em quatro outros blocos em águas profundas da Costa do Marfim. A Eni opera o bloco CI-101 com uma participação de 90%, enquanto a Petroci Holding detém os 10% restantes. "Esta é uma descoberta realmente grande e pode ser uma boa notícia para a Eni se ela decidir monetizar sua participação no futuro", disse Jason Kenney, analista de energia do Santander. “Teremos que ver o que os investidores acham dessa pressão para se afastar dos combustíveis fósseis. Mas, sem dúvida, essa é uma descoberta valiosa”. As grandes petrolíferas em todo o mundo estão sob pressão para limpar seus negócios e mudar seus portfólios tradicionais em direção a soluções mais verdes. A Eni estabeleceu metas ambiciosas para reduzir as emissões que causam o aquecimento do planeta a zero até 2050, enquanto expande rapidamente sua geração de energia renovável e capacidade de biocombustíveis. Ela disse que sua produção de petróleo atingirá o pico em 2025 e será cada vez mais substituída, em seu portfólio de upstream, por gás. A Eni é uma das maiores produtoras estrangeiras de petróleo e gás da África, com ativos premiados na Líbia, Nigéria e Angola. Está a desenvolver duas grandes descobertas de gás em Moçambique e no Egito.
Fonte: Por REUTERS