HOME

NOTÍCIAS

Grupo Farmacêutico americano visa aprovação da vacina contra o Covida-19 nos EUA em novembro

Grupo Farmacêutico americano visa aprovação da vacina contra o Covida-19 nos EUA em novembro

Vesna Harni por Pixabay

O grupo farmacêutico americano, Pfizer anunciou nessa sexta-feira (16) que pode solicitar a autorização da vacina Covid-19 que está desenvolvendo com a parceira alemã BioNTech no final de novembro, tornando improvável que uma vacina esteja disponível antes das eleições nos EUA, como o presidente Donald Trump prometeu. O pedido de regulamentação para a vacina pode chegar assim que os dados de segurança estiverem disponíveis, possivelmente na terceira semana de novembro, disse a Pfizer, levantando as ações da empresa e o amplo mercado de ações dos EUA. A linha do tempo agora permite uma possível autorização dos EUA de uma vacina contra o coronavírus ainda este ano, um passo fundamental no controle da pandemia Covid-19, que matou mais de um milhão de pessoas e devastou a economia global. A Food and Drug Administration dos EUA disse no início deste mês que deseja pelo menos dois meses de dados de segurança sobre metade dos participantes do ensaio antes de autorizar o uso emergencial de qualquer vacina experimental contra o coronavírus. Embora a Casa Branca tenha aprovado a orientação, Trump chamou as novas regras de “sucesso político”, já que minam as esperanças de obter uma vacina antes que os eleitores vão às urnas em 3 de novembro. Com base na inscrição do teste atual e dosagem em um teste em estágio final, a Pfizer espera ter esses dados de segurança na terceira semana de novembro, disse o CEO Albert Bourla em uma carta aberta postada no site da empresa. Bourla observou na carta que o depósito dependia de vários outros fatores, incluindo dados iniciais sobre a eficácia que podem ou não estar disponíveis no final de outubro. Ele disse que a empresa planeja compartilhar dados de eficácia com o público assim que possível.

Redação