Credítos: wirestock
Evolua Energia capta R$ 123 milhões em CRI verde para implantação de novas usinas fotovoltaicas
A Evolua Energia, uma das principais empresas líderes em transformação energética no Brasil, anuncia a conclusão de sua primeira captação de R$ 123 milhões com Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) com Selo Verde. O recurso será usado pela empresa na construção de novas usinas fotovoltaicas no País até maio de 2022. Com isso, a startup amplia a sua operação no mercado de geração distribuída compartilhada com energia limpa, renovável e que gera economia na conta de luz dos clientes. A Evolua foi uma das primeiras empresas do setor de energia a conseguir emissão do CRI com Selo Verde. A operação teve o Grupo Modal como Coordenador Líder. “Passamos por um crivo para emissão do CRI Verde, o que vai totalmente em linha com nossa política de ESG. Tivemos grande sucesso nessa captação para o nosso projeto de novas usinas, a atratividade do nosso papel foi muito boa. Produzimos energia limpa e renovável, temos um modelo de negócio rentável, então tudo isso contribuiu para esse resultado e para a confiança do mercado na Evolua, mesmo com menos de dois anos de atuação. Em um curto prazo já temos planos para novas captações”, afirma Tarcísio Neves, CEO da empresa. Com as novas usinas, localizadas nas cidades de Nova Ponte, Montes Claros e Buritizeiro, a Evolua terá capacidade instalada total de 30 megawatts (MW). O primeiro parque gerador da empresa, inaugurado em 2020, está situado em Pirapora (MG). “Hoje estamos em um ciclo forte de crescimento e chegaremos em breve aos 30 MW instalados em menos de dois anos de operação. Nossa expectativa é ampliar esse número para 90 MW instalados até o fim de 2022. Essa expansão reflete o crescimento da empresa e o nosso propósito de democratizar o acesso à energia limpa, renovável e mais barata para as pessoas em suas residências e para as pequenas e médias empresas”, finaliza Neves. Sobre a Evolua Energia A Evolua Energia é uma das principais empresas de energia solar do Brasil. Especializada em geração distribuída compartilhada, a empresa tem ganhado notoriedade no mercado por ajudar a transformar a matriz energética do país a partir de uma energia limpa, renovável e mais barata. Com o objetivo de desburocratizar a energia solar no Brasil, a startup consegue atender tanto PMEs quanto pessoas físicas. Ao produzir energia em parques solares, a empresa insere energia solar na rede pública, gerando economia nas contas mensais dos clientes. Criada em 2020 em sociedade entre a Andrade Gutierrez, BMPI Infra e GreenYellow, a startup está presente em aproximadamente 90% do estado de Minas Gerais e já projeta expansão para as regiões Nordeste e Sudeste em 2022. Mais informações em https://evoluaenergia.com.br/.
Fonte: Por Assessoria de Imprensa