Café tem alta de 5,74% em outubro
Levantamento da APAS revela que redução na produção nacional e inflação externa das commodities agrícolas pressionam o preço do produto no mercado interno São Paulo, 24 de novembro de 2021 – O preço do café acumula alta de 34,23% no ano (janeiro a outubro) e de 5,74% no mês de outubro. Em 12 meses, a elevação é de 39,81%, de acordo com estudo realizado pela Associação Paulista de Supermercados (APAS). Uma combinação de fatores justifica o fenômeno, sobretudo, um acréscimo médio de 113% no preço da saca do produto nos últimos 12 meses e uma diminuição de 36,9% no volume produzido em virtude da escassez de chuvas nas principais regiões de cultivo, segundo levantamento da CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento). Outro aspecto são os problemas decorrentes das dificuldades de exportação enfrentadas pela Colômbia, terceiro maior produtor de café do mundo, o que reduziu em 8% a oferta mundial do produto. “Esses resultados sinalizam para uma tendência de alta no preço do café até dezembro, quando termina a safra atual. Com isso, será possível projetar um novo comportamento dos preços para os meses seguintes”, explica Diego Pereira, economista da APAS.
Fonte: Por Assessoria de Imprensa