Credítos: Imagem divulgação
Huawei apresenta soluções de 'Aeroportos Inteligentes' durante o Airport National Meeting 2021
A Huawei vai apresentar nesta quarta-feira, dia 1 de dezembro, soluções de 'Aeroportos Inteligentes' que já são realidade nos futuristas aeroportos internacionais de Shenzhen e de Pequim, um dos maiores do mundo, com 700 mil metros quadrados de cobertura 5G, que permite ampla conectividade, proporcionando aos usuários e também às companhias aéreas mais segurança, agilidade e eficiência em suas viagens e serviços. "Num futuro bem próximo, o 5G será implantado também em muitos aeroportos do Brasil, proporcionando aos passageiros facilidades como o check in por reconhecimento facial, rastreamento de bagagens, entre outros serviços, garantindo a todos uma experiência maravilhosa, com mais eficiência, segurança e agilidade, do check in à recolha da bagagem, a cada vez que voarem", disse Tiago Fontes, Diretor e Ecossistema e Marketing da Huawei Brasil. O Airport National Meeting (ANM 2021) é organizado pela Aneaa (Associação Nacional de Empresas Administradoras de Aeroportos) e será realizado até o dia 2 de dezembro, em formato híbrido, com atividades virtuais e presenciais. O evento oferece uma programação inovadora, explorando a dimensão estratégica dos aeroportos para a retomada do crescimento econômico brasileiro, além de encontros bilaterais com foco na geração de negócios entre o ecossistema aeroportuário e as concessionárias associadas à Aneaa. A agenda inclui ainda a exposição de produtos e serviços, além de demonstrações de tecnologias e soluções que repercutem diretamente na modernização e competitividade do setor. "O ANM é a primeira plataforma de conteúdo e negócios totalmente dedicada ao setor aeroportuário, e é natural que a Aneaa, como entidade representativa das operadoras privadas, seja a grande protagonista dessa iniciativa, sobretudo quando celebramos 10 anos de concessões aeroportuárias", diz Dyogo de Oliveira, presidente da entidade. O evento é organizado em dois momentos. O primeiro, de 29/11 a 01/12, totalmente virtual utilizando uma plataforma digital com funcionalidades intensivas em tecnologia e inovação. Durante três dias, além de forte programação de conteúdo (aberta ao público) sobre temas de alta relevância para o setor, as empresas patrocinadoras poderão interagir com executivos e lideranças dos aeroportos de Brasília, Guarulhos, Galeão, São Gonçalo do Amarante, Viracopos e Belo Horizonte. Destaques da programação virtual: • Agenda de Negócios: encontros bilaterais em formato digital para apresentação produtos e soluções aeroportuárias; • Exposição Virtual de Produtos e Serviços: instalação de stands virtuais em espaço 3D; • Marketplace de Produtos e Serviços: catálogo eletrônico dos principais fornecedores do ecossistema aeroportuário; • Auditório virtual: espaço para realização de painéis, debates e seminários abordando temas de interesse do setor aeroportuário. "Além da representação institucional das concessionárias, a Aneaa atua fortemente para aperfeiçoar a gestão e viabilidade econômica de suas associadas. Este evento, pensado também como um hub de negócios, oferece excelente oportunidade para o setor, sobretudo no contexto de recuperação da crise provocada pela pandemia", diz Douglas Almeida, diretor Executivo da Aneaa. No dia 2 de dezembro, inaugurando a agenda presencial do ANM 2021, será realizado o seminário "Embarque Imediato: 10 Anos de Concessões Aeroportuárias no Brasil". Desde 2011, foram 44 aeroportos concedidos, que, juntos, representam mais de R﹩ 25 bilhões em investimentos já realizados. A trajetória de desestatização segue fortalecida, com mais 16 aeroportos previstos para 7ª rodada de concessões, que acontecerá em 2022. Em razão das restrições impostas pela pandemia, o evento terá capacidade para 300 pessoas, mas, para garantir sua ampla repercussão, toda a programação será transmitida ao vivo pelos canais de comunicação da Aneaa. Além de explorar os resultados e benefícios alcançados nesse período, o seminário irá debater os diversos aspectos que influenciam na competitividade dos aeroportos concedidos e sua dimensão estratégica para o desenvolvimento econômico e social do Brasil. Os painéis e sessões do evento contarão com autoridades governamentais, lideranças empresariais e outros interlocutores determinantes para viabilidade e implementação do Plano Nacional de Desestatização. Clique aqui para ter acesso à programação completa do evento, assim como o passo a passo para inscrições. [11:13, 02/12/2021] Juliana: FEMSA e Coca-Cola FEMSA reconhecidas novamente pelos Índices Dow Jones de Sustentabilidade • São reconhecidas como empresas que atuam constantemente pela sustentabilidade, entre as mais de 10.000 avaliadas em todo o mundo. • A Coca-Cola FEMSA é a única empresa latino-americana do setor de bebidas incluída no índice pela quinta vez. Monterrey, Nuevo León, México, novembro de 2021. - A Fomento Económico Mexicano, S.A.B. de C.V. (NYSE: FMX; BMV: FEMSAUBD) ("FEMSA") e a Coca-Cola FEMSA, S.A.B. de C.V. (BMV: KOFL; NYSE: KOF) ("Coca-Cola FEMSA") foram incluídas pelo quinto ano consecutivo no Índice Dow Jones de Sustentabilidade em reconhecimento aos compromissos e avanços em sustentabilidade que ambas implementaram. As duas empresas são consideradas referência pela atuação com indicadores de ESG (Ambientais, Sociais e de Governança), por realizarem ações ambientais relacionadas ao clima, à economia circular, à gestão da água; ações sociais, promovendo os direitos humanos, boas práticas trabalhistas, saúde, inclusão e diversidade e bem-estar integral; e ações de governança, implementando melhores práticas de governança corporativa. "Para a FEMSA e para a Coca-Cola FEMSA, sustentabilidade é a capacidade de criar as condições sociais, ambientais e econômicas para atuar nos dias de hoje e continuar crescendo em paz com o meio ambiente e com a nossa sociedade. As duas empresas também são signatárias do Pacto Global das Nações Unidas e membros da Tent Partnership for Refugees", disse Víctor Treviño, Diretor de Energia e Sustentabilidade da FEMSA. Em setembro de 2021, a FEMSA anunciou que atualizará sua Estratégia de Sustentabilidade, conhecida por fomentar iniciativas em favor do planeta, da comunidade e das pessoas. Dentre as estratégias, os pontos de destaque são os compromissos e a promoção de metas corporativas de eficiência energética, redução de emissões e gestão de resíduos. Para isso, a FEMSA dispõe de mais de 15 mil centros de trabalho no México que operam com energias renováveis, nos quais mais de 77% da eletricidade provêm de fontes limpas. Todas as fábricas da Coca-Cola FEMSA possuem certificação Lixo Zero. No âmbito da iniciativa "Um Mundo sem Desperdício", a empresa também se compromete a garantir que 100% de suas embalagens sejam recicláveis, a aumentar o uso de resina reciclada para 50% e a coletar 100% das embalagens que colocar no mercado até 2030. Além disso, no segundo trimestre de 2021, a FEMSA emitiu um título verde ligado à sustentabilidade no valor de € 700 milhões, com vencimento em 2028, e mais de € 500 milhões em títulos com vencimento em 2033, em uma operação inédita no México, sendo o título de maior valor para uma empresa emissora latino-americana. A Coca-Cola FEMSA emitiu um título verde de Sustentabilidade - o primeiro no mercado mexicano - no valor de MX﹩ 9,4 bilhões na bolsa de valores, comprometendo-se a reduzir para 1,36 litros a proporção de água utilizada para produzir um litro de bebida até 2024, e 1,26 litros até 2026, o que representa uma melhoria de 15,5% em relação ao final de 2020. "Estamos orgulhosos de poder realizar nossos objetivos de sustentabilidade por meio da presença da Coca-Cola FEMSA nestes índices e, assim, continuar a honrar nossos compromissos públicos, que irão nos ajudar a seguir criando valor social e ambiental para as comunidades que temos o privilégio de servir", disse John Santa Maria, CEO da Coca-Cola FEMSA. O Índice Dow Jones de Sustentabilidade MILA Pacific Alliance Index, que pertence à família de índices DJSI, mede o desempenho de sustentabilidade de empresas de capital aberto que fazem parte do Mercado Integrado da América Latina, formado pelas Bolsas de Valores do Chile, Colômbia, México e Peru. Para construir essa família de índices, a S&P Global avalia a governança corporativa, as práticas ambientais e sociais de mais de 10.000 empresas de todo o mundo. As empresas com as melhores pontuações são selecionadas. Desta vez, foram escolhidas apenas 24 empresas mexicanas listadas na Bolsa de Valores do México. A Coca-Cola FEMSA é a única empresa latino-americana do setor de bebidas incluída no Índice Dow Jones de Sustentabilidade MILA Pacific Alliance pelo quinto ano e no Índice Dow Jones de Sustentabilidade para Mercados Emergentes pelo nono ano, fortalecendo a empresa como uma referência mundial na indústria de bebidas por suas ações e resultados, fazendo também com que a empresa fosse incluída no Índice FTSE4Good para mercados emergentes junto com a FEMSA e também no novo Índice S&P / BMV Total México ESG.
Fonte: Por Assessoria de Imprensa