Credítos: Imagem divulgação
Consórcio para o agronegócio cresce 100% no Brasil
Apesar de ser uma modalidade mais conhecida para aquisição de bens como imóveis e automóveis, o consórcio também é uma alternativa para o produtor rural e empresas agrícolas. Uma pesquisa realizada pela Multimarcas Consórcios, uma das líderes do segmento no Brasil, revelou um crescimento de 100% no número de cotas ativas voltadas para o mercado do agronegócio. Os estados que mais registraram aumento foram o Paraná (14,05%), Pará (12,48%), Minas Gerais (9,48%) e o Maranhão (6,52%). Segundo Fernando Lamounier, diretor da Multimarcas Consórcios, a preferência pela modalidade pode ser explicada pelo aumento da taxa Selic e pela confiabilidade no setor. "O maquinário agrícola representa um grande investimento para as empresas do setor e também para os produtores rurais, o que torna o consórcio uma forma muito atrativa de adquirir essas ferramentas de trabalho. O financiamento voltado para esse público existe, mas os juros acabam tornando inviável", afirma o executivo. Somente no mês de agosto, o consórcio para veículos pesados registrou aumento de 53,07%. Isso inclui consórcios para tratores, caminhões e outros maquinários. Fernando Lamounier explica que esse é um dos motivos da parceria da Multimarcas com uma empresa japonesa de produção de maquinários agrícolas, a Yanmar, reconhecida pelos seus tratores, motocultivadores e transplantadeiras. "Quando falamos da produção no campo, os produtores buscaram por meios de diminuir os custos para poder expandir o seu negócio. Principalmente quando consideramos que a demanda do agronegócio brasileiro vai além do mercado interno, o consórcio se torna uma alternativa viável aos tradicionais financiamentos", declara Lamounier. O executivo ainda completa que com a projeção de crescimento, a empresa continuará investindo em parcerias no campo para fortalecer os negócios voltados para o setor agrícola. "É um segmento em expansão e com uma oportunidade de crescimento para o qual queremos trazer soluções de qualidade", finaliza
Fonte: Por Assessoria de Imprensa