Credítos: freepik
Riachuelo começa a utilizar carros elétricos e transportes mais sustentáveis nas entregas da Grande São Paulo
Para reduzir a emissão de CO2 nas operações de logísticas, a Riachuelo começou a fazer entregas utilizando meios de transporte que colaboram com a sustentabilidade do planeta. Após fase de testes, a marca está operando com uma frota de bicicletas elétricas para as entregas dos clientes do Digital em 16 lojas da grande São Paulo. Além disso, todas entregas do Digital em Guarulhos também já estão sendo realizadas com veículo elétrico de modelo ET3 Delivery da marca BYD que emite, em média, 70% menos gases em relação ao transporte comum. "A mudança ocorre de maneira gradativa. Nosso objetivo enquanto marca é entregar uma moda consciente de ponta a ponta para os nossos consumidores. Ou seja, desde a escolha de matérias-primas, fornecedores certificados, processos de produção e produtos mais sustentáveis, até a chegada destas peças na casa do cliente. A utilização de veículos elétricos em substituição aos veículos tradicionais movidos a combustíveis fosseis é uma das nossas ações para reduzir emissões de carbono nos próximos anos, diz Mauro Mariz, diretor executivo de Gente, Gestão e Sustentabilidade. Segundo dados do estudo feito pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), o setor de transporte como um todo é responsável por 14% das emissões de gases do efeito estufa no mundo. Só em São Paulo, os carros representam 72,6% dessas emissões da cidade e são mais poluentes que os próprios ônibus, se comparada a quantidade de material particulado lançado por pessoa transportada. O passo da Riachuelo, de acordo com o Elio Silva, diretor executivo de Marketing e Canais, vem de encontro com a transformação digital do Grupo e o aumento das vendas pelos canais digitais da marca: "Registramos um crescimento de 10,1% de vendas no e-commerce, mesmo com a reabertura das lojas físicas e a base total de clientes no digital cresceu 60%. Ao todo, foram 15,2 milhões de downloads do aplicativo, 2,4 vezes mais em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Ao somarmos isso ao nosso propósito de fortalecer o pilar de sustentabilidade da Riachuelo, temos como foco seguir investindo em ações e iniciativas mais robustas dentro dos seguintes eixos de atuação: cadeia limpa e transparente, gestão de resíduos, mudanças climáticas, circularidade, eficiência hídrica e energética, produtos mais sustentáveis e investimentos sociais", conclui Silva. Para Janeiro de 2022, com a chegada de novos veículos programados, a Riachuelo irá expandir a operação de logística de veículos mais sustentáveis para outras cidades do estado de São Paulo. A marca ainda prevê comunicação a entrega mais limpa para os consumidores na hora do fechamento de pedidos pelos canais da marca.