Credítos: senivpetro
Em ano de crescimento recorde, Mazer amplia transporte de painéis solares com a Asia Shipping
A energia solar é apontada como uma das principais soluções para diversificar a matriz energética e reduzir a emissão de gases do efeito estufa das principais economias dos planetas nas próximas décadas. Embora ela responda por apenas 2% da matriz energética do Brasil, que ocupa a 14ª posição neste mercado segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, Absolar, a perspectiva é que o País suba para o sexto lugar nos próximos dois anos a partir dos investimentos previstos e com mais empresas e pessoas físicas se interessando por adotar energia limpa e sustentável. Com o tema ainda mais em evidência durante a Conferência do Clima - COP26, realizada pelas Nações Unidas no mês passado em Glasgow, na Escócia, a tendência é que a energia solar ganhe um impulso no Brasil, especialmente com a crise hídrica e aumento das tarifas de energia elétrica. Por acreditar no potencial deste setor, a Mazer , uma das principais distribuidoras de sistemas fotovoltaicos do País, colocou o pé no acelerador e registrou, em 2021, um crescimento exponencial de 100%. Para dar vazão à grande demanda e atender o cliente nos prazos estipulados, a empresa, que já era cliente da Asia Shipping , ampliou a parceria com a maior integradora de cargas da América Latina, que este ano cresceu 35%, para transportar 200 mil painéis solares. "A Asia Shipping é uma parceiro antigo da Mazer. Entendemos que a empresa tem expertise e comprometimento necessários para enfrentar todos os desafios que o setor logístico impõe, como falta de contêineres e de espaços nos navios, aumento de fretes, fechamento de portos asiáticos quando há aumento nos casos de Covid-19, além do aquecimento da demanda em diferentes setores", explica Leonardo Heberle, gerente comercial da Mazer Solar. De acordo com o executivo, o módulo solar é um produto delicado e precisa de um cuidado especial tanto na movimentação - por ser composto de vidro - quanto nas dinâmicas do mercado referentes à compra, venda e disponibilidade, já que o cenário muda a todo momento. "Hoje o mercado está aquecido, apesar das dificuldades enfrentadas pelo mercado chinês com falta de insumos e problemas logísticos internos. Para 2022, nossa expectativa é de um ano animado para o setor, que deve ampliar o ritmo de crescimento", ressalta Heberle. Rafael Dantas, diretor comercial da Asia Shipping, afirma que a multinacional brasileira sempre apostou no mercado de energia renovável e, por isso, conta com uma equipe especializada para cuidar de todo o processo logístico envolvendo os painéis fotovoltaicos. "O setor de energia solar tem um grande potencial de crescimento no mundo. Sabemos que o futuro do planeta e das próprias organizações passa pela adoção de medidas sustentáveis, que possam beneficiar as empresas e a sociedade", enfatiza. Segundo Dantas, os desafios de supply chain continuarão em 2022, mas a Asia Shipping continuará oferecendo todo seu trabalho consultivo para orientar os clientes em suas principais estratégias de negócios. "Temos fortes parcerias com os principais players dos modais marítimo, aéreo e rodoviário. Vamos continuar atuando de maneira próxima aos clientes para garantir o transporte seguro nos prazos negociados", complementa o diretor. Para Leonardo, da Mazer Solar, a logística é parte fundamental em todo esse processo, visto que existe uma baixa disponibilidade de espaços em navios provenientes da China. "Essa é uma dificuldade real nas importações, mas a Asia Shipping está bem-preparada e disposta a encontrar soluções e manter o nosso negócio com uma boa operação, o que outros agentes de cargas não têm conseguido, infelizmente", finaliza.
Fonte: Por Assessoria de Imprensa