Credítos: dashu83
Asia Shipping registra 30% de crescimento na demanda pelo serviço de carga fracionada na importação.
O comércio exterior vive, desde o ano passado, uma tempestade perfeita. Com a retomada econômica, após um longo período de pandemia que ainda não acabou, o valor do frete marítimo atingiu seu pico em função da demanda acirrada de mercadorias, falta de insumos e de espaços nos navios. O cenário contribuiu para o aumento generalizado dos custos, que levou várias empresas a optarem pelo serviço de carga fracionada, também conhecido como LCL (Less Container Load), utilizado quando o importador ou exportador não possui volume suficiente para preencher um contêiner. Assim, vários embarques são consolidados em um contêiner compartilhado, possibilitando custos menores do frete marítimo. Homem de camisa branca Descrição gerada automaticamente Segundo o diretor comercial da Asia Shipping, Rafael Dantas, o LCL tornou-se uma necessidade do mercado, especialmente para aqueles que estavam começando a importar. Só na Asia Shipping, a demanda pelo serviço de carga fracionada na importação cresceu 30% em 2021, se comparado ao ano anterior. Os setores que mais buscaram a modalidade foram automotivos, indústria e vestuário. Atualmente, a maior agente de cargas da América Latina presta o serviço de carga consolidada para os principais portos do Sul e do Sudeste do Brasil. “Nosso principal diferencial é trabalhar diretamente com o cliente final, o que permite oferecer um serviço personalizado e de maior qualidade. Ao atuar sem terceiros, evitam-se também erros durante os processos. Contamos com um sistema global totalmente automatizado, que traz mais agilidade e eficiência, além de viabilizar a importação para pequenas e médias empresas que desejam testar o serviço, que é cobrado por m3 ou tonelada, e se tornar mais competitivas”, explica Dantas. Enquanto o LCL se baseia no agrupamento de mercadorias, o FCL é o embarque em que o importador ou exportador utiliza todo o contêiner e paga um valor fixo pelo frete. Ou seja, a empresa tem mercadorias ou insumos suficientes para encher um ou mais contêineres. Para definir qual é a melhor opção, o cliente deve considerar o tamanho e o peso da carga, a fragilidade dos produtos e o tempo de transporte, já que o LCL exige um tempo adicional de manuseio para preencher completamente o contêiner compartilhado com outras empresas. “Pelo comportamento do mercado, acreditamos que a busca pelo serviço LCL continuará crescendo, especialmente entre as empresas que têm intenção de iniciar a importação com valores menores e contam com flexibilidade em relação aos prazos de entrega. A expectativa da Asia Shipping é chegar ao final deste ano com um incremento de 20% na demanda pelo LCL na importação. Já somos o segundo maior player neste mercado e estamos trabalhando para atingir a liderança”, estima Rafael Dantas.
Fonte: Asssessoria de Imprensa