Credítos: Imagem divulgação
Natura é reconhecida globalmente por engajar fornecedores sobre mudanças climáticas
A Natura foi reconhecida, pela terceira vez consecutiva, pelo CDP (anteriormente conhecido como Carbon Disclosure Project) em seu Índice de Engajamento com Fornecedores (Supplier Engagement Rating). Com isso, a empresa passa a figurar na lista formada por 400 companhias que engajam a produção com as melhores práticas para conter mudanças climáticas. “A gestão de carbono na cadeia produtiva faz parte do dia a dia da Natura. Somos uma corporação carbono neutro há mais de 15 anos e, em 2020, já como grupo Natura &Co, assumimos o compromisso Net Zero, apoiados na metodologia do science based targets initiative. Nosso principal objetivo é apoiar a transição rumo a uma economia de baixo carbono”, afirma Denise Hills, diretora de sustentabilidade de Natura &Co Latam. A executiva ressalta ainda que a Natura é uma das criadoras da plataforma Compromisso com o Clima, lançada em 2017. Juntamente com Itaú, Renner e Localiza e, com o apoio do Instituto Ekos Brasil, realizam um trabalho de engajamento e mobilização de mobilizar novos parceiros para soluções de baixo carbono, circulares e inclusivas, e fazem investimentos concretos em projetos de redução de emissões. Além disso, apoia também projetos de remuneração de famílias que atuam na cadeia produtiva de ingredientes na Amazônia pela conservação da floresta em pé frente à pressão pelo desmatamento. Atualmente, cerca de 13 mil empresas respondem ao levantamento feito pela CDP -- a pedido de mais de 590 investidores que reúnem aproximadamente US$ 110 tri em ativos financeiros. Com isso, mais de 60% do mercado de capitais global é analisado. A organização global sem fins lucrativos mantém uma plataforma para analisar e mitigar impactos ambientais, especialmente relacionados ao aquecimento global, desmatamento e recursos hídricos. Segundo relatório do CDP, as emissões de gases de efeito estufa na cadeia de fornecedores podem ser 11,4 vezes maiores do que das operações diretas das fabricantes. “As empresas devem agir urgentemente para tomar ações e gerenciar impactos ambientais em suas cadeias de fornecimento para dimensionar o nível de ação necessária para garantir um futuro a 1.5°C. Como um líder no engajamento com produtores, Natura encabeça a transição rumo a um futuro sustentável de emissões líquidas zero”, afirmou Sonya Bhonsle, Global Head of Value Chains & Regional Director Corporations, CDP. Programa Natura Carbono Neutro Iniciado em 2007, O Programa Natura Carbono Neutro mantém três principais eixos de atuação, com mapeamento das emissões em toda a cadeia de valor, busca constante de redução das emissões e neutralização das emissões que não foram evitadas. A Natura adota um escopo ampliado, que considera não apenas o próprio processo produtivo, mas também a cadeia de valor -- desde a extração da matéria-prima e o transporte, até a fabricação de materiais de embalagens por terceiros e a destinação final dos produtos após o uso. Para as emissões que ainda não foram evitadas, a companhia apoia 38 projetos que geram créditos de carbono para, assim, neutralizar os impactos ambientais. Em 2019, o Programa foi reconhecido pelo Global Climate Action Award, premiação mais importante do mundo sobre o tema concedida pela Organização das Nações Unidas.
Fonte: Por Assessoria de Imprensa