Credítos: Imagem divulgação
Rodrigo Studart: O criador do sorvete de baixas calorias, sem açúcar e orgânico que já fez parcerias com Ambev e Taeq
A marca de sorvete de baixa caloria Lowko já é a que mais cresce no Brasil Em um ano, a Lowko saiu do zero para os R$ 5 milhões em faturamento. Conseguiu aporte de investidores, fechou parceria com um dos maiores fabricantes de sorvete do Brasil, marcou presença em varejistas como St Marché. Depois vieram outros pontos de venda, ampliou sua distribuição para seis estados, lançou um e-commerce e caiu nas graças das pessoas com seu jeito “lowko” de ser, tudo isso durante a maior crise de saúde dos últimos anos. Para 2021, a busca é dobrar de tamanho. A vontade de empreender veio cedo para Rodrigo Studart, desde quando seus pais tinham uma sorveteria. Quando se formou no colégio, Rodrigo entrou na PUC-RJ para cursar Engenharia de Produção, depois fez pós em Finanças na Faculdade Dom Cabral. Em meio a tudo isso, atuou em empresas, porém, ao encerrar o curso na Dom Cabral, resolveu fazer MBA em Business na Universidade de Chicago. E foi lá que despertou seu interesse em empreender ao achar um produto inovador, com alta demanda e para o qual nenhuma empresa no Brasil estava olhando, o sorvete de baixa caloria. Foi assim que aos 30 anos de idade, voltando ao Brasil, Rodrigo trouxe a tecnologia para criar o sorvete de baixa caloria. Com uma fórmula única usando produtos de origem natural, sem adição de açúcar, com teor de gordura reduzido, ele transformou em realidade o desejo de tomar um sorvete delicioso todos os dias e sem culpa das calorias. Louco isso, não? Assim surgia a Lowko, que desde a sua chegada ao mercado, em 2019, já é um sucesso. Quantas empresas de alimentos conseguem faturar R$ 5 milhões em dois anos de operação, tendo uma pandemia como pano de fundo? Precisa ser muito Lowko para isso! Superou os primeiros desafios, como montar uma equipe engajada, que conseguiu fazer muito bem. Hoje são 25 pessoas, entre elas três sócios-diretores. O segundo desafio era a distribuição. O time desenvolveu uma forma de entrega que acabou sendo a solução para o e-commerce, que nasceu na pandemia como uma forma de manter as vendas. E deu muito certo! No segundo mês da empresa, a rede St Marché já vendia os produtos , quando a área de inovação do Pão de Açúcar os procurou. É uma marca que entendeu desde o começo do potencial, além de entrar nas principais lojas da Rede, abriu portas no Hirota, Muffato, Extra, Carrefour, entre outros. E assim, a Lowko foi conquistando o mercado, o coração de cada um dos seus consumidores e chamando mais a atenção de empresas, destacando-se como foodtech, o que chamou a atenção da Perfetto, uma das maiores produtoras e distribuidoras de sorvete. Agora o negócio ficou mais sério! A Lowko está chegando a mais pontos de venda e a mais lares. Mais pessoas estão consumindo um sorvete de qualidade, gostoso, sem a culpa das calorias e do consumo de açúcar. Imagine tomar um sorvete de brigadeiro com apenas 87 calorias em um pote de 100 ml? Muito Lowko não é mesmo?
Fonte: Por Assessoria de Imprensa