Credítos: Imagem divulgação
Convex Brasil ‘transforma’ aço em joia, vira franquia e cresce faturamento em 40% na pandemia.
Aço é matéria-prima para produzir joias? Para a Convex Brasil, sim. Aliás, hoje as joias em aço representam 70% do faturamento da franquia, que cresceu 40% em 2021 em comparação com 2019 (ano sem pandemia). Mas para contar essa história é preciso voltar no tempo. Nos anos 2000, o mercado joalheiro no país era movido por ouro e prata principalmente. Foi quando a Convex Brasil inovou. “As joias em aço já eram comuns na Europa, por exemplo. No Brasil, o que tínhamos eram joias de ouro feminina fabricadas com muitas pedras preciosas ou semipreciosas, e as joias de ouro masculinas não tinham muito design”, comenta Rinaldo Monaco, CEO da franquia. “Com a Convex Brasil, fomos pioneiros na distribuição em grande escala das joias em aço no país e assim começamos a torná-las mais acessíveis ao público”, acrescenta. Porém, o caminho foi cheio de desafios. Um deles envolveu o próprio mercado joalheiro, que tratou as joias em aço com desconfiança. “Era uma novidade na época. Tínhamos que explicar para os joalheiros todos os detalhes e mostrar que era uma ótima opção”, lembra Monaco. Para isso, a Convex Brasil começou a participar dos maiores eventos joalheiros do país. “Chegamos a participar de 26 eventos no mesmo ano e em três simultaneamente”, conta. Então, Monaco montou uma equipe de vendas para atuar em todo território nacional, levando a possibilidade de fazer negócios com as joalherias de todos os portes. Com essa estratégia, a Convex Brasil ganhou mercado com as joias em aço e expandiu seu público. “Trabalhar com joias de ouro, prata e aço nos permitiu atender das classes D a A”. Para atender tal demanda, a Convex Brasil precisou inovar e criou o sistema Express de fabricação de aliança em ouro. Na prática, em no máximo 24 horas após o pedido, as alianças ficam prontas, e são fabricadas do zero e para aquela pessoa ou casal, ou seja, algo bem personalizado, o que normalmente demora sete dias em outras marcas. “Somos pioneiros nesse sistema no Brasil também”, diz o CEO. Então, em 2017, veio a criação da franqueadora. "Enxergamos a oportunidade de ‘formar novos joalheiros’, de expandir, e a opção do franchising foi a mais adequada. Hoje, com este modelo temos mais de 60 unidades e, no de quiosque, a rede soma 34 unidades”, diz. “O franchising também nos permitiu ter um padrão nessa formação e criar uma nova geração de joalheiros no Brasil, abrindo espaço nesse mercado para além dos caminhos tradicionais, que são importantes, mas limitavam o crescimento do mercado”, completa. Para 2022, a meta é abrir mais 50 unidades de franquias. “Queremos crescer em todas as regiões do país e alcançar um faturamento sell out em mais de R$ 50 milhões, projeta. A Convex Brasil é uma empresa que produz joias de alta qualidade utilizando as mais modernas tecnologias, de forma sustentável, proporcionando beleza e estilo com valores acessíveis a todas as classes sociais”, finaliza. Para ser proprietário de uma franquia, o investimento é de R$ 129 mil. O prazo de retorno estipulado é de 18 a 36 meses.
Fonte: Por Assessoria