Credítos: Divulgação
No mês das mulheres, Meta e Riachuelo empoderam pequenas empreendedoras
Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, entre os dias 08 e 13 de março, a Riachuelo e o Instituto Riachuelo se unem à Meta, empresa que controla Facebook, Whatsapp e Instagram, para dar visibilidade para pequenas empresas lideradas por mulheres. Ao invés dos “looks”, quem passar pela loja da varejista na Avenida Paulista poderá conhecer o #CompreDelas, movimento criado pela Meta para apoiar o empreendedorismo feminino. A Diretora de Marketing de Negócios da Meta na América Latina, Débora Nitta, explica que a empresa vem desenvolvendo, há vários anos, uma série de ações, como o #CompreDelas, para apoiar o empreendedorismo feminino, mas esse movimento tornou-se ainda mais importante por conta da pandemia. "Temos um estudo global na Meta que mostra que o impacto da COVID-19 foi maior para empresas de mulheres ou pessoas pertencentes a minorias. Notamos que as PMEs lideradas por mulheres tinham maior tendência a reportar uma piora na performance de vendas, devido a diversos fatores, principalmente a maior carga com cuidados com filhos e com a casa. Por isso, seguimos trabalhando para incentivar as pessoas a comprarem da pequena empreendedora", conta a executiva. Baseada na construção de uma rede colaborativa de divulgação e troca de conhecimentos, com a missão de contribuir com o enriquecimento de estabelecimentos comandados exclusivamente por elas, a ativação em parceria com a Riachuelo e o Instituto Riachuelo traz, além diversos pequenos negócios, desde acessórios, quebra-cabeça, papelaria, sabonetes e bordados do sertão feitos à mão, um QR Code, no qual as pessoas poderão acessar mais de 100 lojas de empreendedoras listadas em um guia no Instagram. Além de mulheres que usam as ferramentas da Meta para vendas dos seus produtos, a ação contemplará as Bordadeiras de Caicó, dedicadas à arte típica do Sertão do Rio Grande do Norte, apoiada pelo Instituto Riachuelo, que tem como objetivo o desenvolvimento socioeconômico da região por meio da geração de trabalho e renda. Essas artesãs receberão ainda um treinamento com foco em uso de ferramentas de marketing digital para promover negócios, proporcionado pela equipe Meta em parceria com o Instituto, a fim de auxiliá-las na potencialização das vendas dos seus trabalhos. “A Riachuelo coloca a mulher como centro do negócio há 75 anos e tenho orgulho em participar desse projeto e acompanhar de perto o empenho dessas mulheres em prol de seu trabalho e de sua arte, trazendo trabalho, renda e dignidade para suas famílias. Estamos felizes em dar visibilidade para que essas pequenas empreendedoras amplifiquem o alcance de seus negócios, e mais contentes ainda em saber que as Bordadeiras de Caicó, assistidas pelo Instituto Riachuelo terão a oportunidade de aprender a gerenciar suas lojas nas redes sociais.”, comenta Marcella Kanner, head de comunicação e marca da Riachuelo e Diretora de Comunicação do Instituto Riachuelo. Para ajudar a democratizar o acesso dessas empreendedoras a espaços e públicos aos quais seria mais difícil chegarem, a Riachuelo usará as vitrines da sua loja na Avenida Paulista para destacar quatro empresas lideradas por mulheres que utilizam Facebook, Instagram e WhatsApp como canais para vender, se comunicar e promover seus negócios online. Estarão em destaque a Daniela Petroni, da Puzzle Me, que faz quebra-cabeças personalizados e 5% do valor é doado para ONGs de causas femininas; a Aline Neumann, da Afrotik Acessórios, empreendedora preta que cria joias com foco na ancestralidade africana; Graziella Luzini, da Entre Paredes, que faz cartões, quadros, planners, entre outras artes delicadas e personalizadas e Gabi Spirandelli, da Home﹒Lab - Soaps & Co, empresa focada no autocuidado e fabricação de aromas para ambientes e sabonetes artesanais. Além disso, será destaque na vitrine também a iniciativa Casa das Bordadeiras, que, dentre outros produtos artesanais, se dedica ao famoso bordado do Sertão de Caicó, patrimônio da cultura brasileira há mais de cem anos, que ganha o cuidado do Instituto Riachuelo ajudando a gerar trabalho, renda e desenvolvimento no Sertão do Rio Grande do Norte. A ativação, criada pela Meta e agência África, também dará visibilidade para outros 100 pequenos negócios do Brasil e do México que, em comum, têm como vocação impactar positivamente as comunidades às quais pertencem por meio do empreendedorismo.
Fonte: Assessoria