HOME

NOTÍCIAS

Metrô na China irá substituir janelas por telas transparentes da LG

Metrô na China irá substituir janelas por telas transparentes da LG

DIVULGAÇÃO/LG

Telas usam tecnologia OLED, são transparentes e oferecem informações, mapas e notícias em tempo real Linhas de metrô na China vão contar com telas transparentes da LG no lugar de janelas. Os painéis utilizados têm 55 polegadas e trazem tecnologia OLED, mostrando conteúdos importantes como horários e mapas dos trajetos, informações sobre o clima, entre outros exemplos. Por enquanto, a novidade vai chegar apenas às cidades de Pequim e Shenzhen, mas a ideia da fabricante é expandir a iniciativa para outras linhas de metrô e espaços públicos. A fabricante sul-coreana já apresentou telas transparentes antes, em 2011 e 2014, assim como a Samsung, em 2012. Recentemente, foi a vez da gigante chinesa Xiaomi com uma TV de painel TOLED (Transparent OLED), edição especial para o aniversário de dez anos da marca. Linhas de metrô na China vão contar com telas transparentes da LG no lugar de janelas. Os painéis utilizados têm 55 polegadas e trazem tecnologia OLED, mostrando conteúdos importantes como horários e mapas dos trajetos, informações sobre o clima, entre outros exemplos. Por enquanto, a novidade vai chegar apenas às cidades de Pequim e Shenzhen, mas a ideia da fabricante é expandir a iniciativa para outras linhas de metrô e espaços públicos. Apesar do objetivo de levar a tecnologia para outros locais, o processo depende de diversos fatores, entre eles uma cooperação entre LG e fabricantes de vidros, por exemplo. Em um primeiro momento, a novidade fica disponível nas linhas 6 de Pequim e 10 de Shenzhen, ambas na China. O painel OLED permite a criação de telas com algum nível de transparência por conta de sua estrutura. Ao contrário dos diversos tipos de LCD com painel de LED, a tecnologia utiliza um sistema em que cada pixel emite sua própria luz, permitindo ajustes em níveis de cor e brilho – e, nesse caso, transparência. Ainda não há informações acerca de aspectos técnicos das telas, como resolução máxima, qualidade de cor, intensidade de brilho e principalmente vida útil. Vale lembrar que as telas OLED são particularmente sujeitas a burn-in com o tempo e, no caso da janela de metrô, exibindo mapas e informações estáticas por tempo prolongado, esse tipo de problema pode surgir com o tempo.

Techtudo