HOME

NOTÍCIAS

Instituto Grupo Boticário oferece formação gratuita em tecnologia para jovens em vulnerabilidade

Instituto Grupo Boticário oferece formação gratuita em tecnologia para jovens em vulnerabilidade

Reprodução Instituto Grupo O Boticário

Na contramão das estatísticas de desempregados no Brasil, que se aproximam dos 14 milhões de atingidos, o mercado de tecnologia só expandiu com a pandemia. Mesmo antes dos efeitos do Novo Coronavírus, lá em 2018, estimava-se a falta de 200 mil profissionais no mercado nacional. Seguindo esses dados, o Grupo Boticário, por meio do seu Instituto , criou o projeto Desenvolve - uma série de cursos em tecnologia voltados para jovens de baixa renda que têm o sonho de iniciarem uma carreira na área de tecnologia, mas que não têm condição de realizar cursos profissionalizantes ou que os capacitem a entrar no mercado de trabalho. São 130 vagas para cursos de Full Stack e Front End nas escolas de tecnologia Crescere, Kenzie Academy, Labenu e ONE. Serão seis meses de aulas com diferentes módulos e cargas horárias, que vão de meio período (360h), integral (960h) ou de acordo com a disponibilidade (400h). Além da oportunidade já direcionar a formação aos candidatos que se encaixem no recorte de vulnerabilidade social, o Desenvolve também vai destinar 50% dessas vagas para mulheres e candidatos negros. "Infelizmente, o universo da tecnologia ainda é pouco diverso, mais masculino e branco. Nesse gap de profissionais no mercado brasileiro, estima-se que apenas 31,5% são mulheres e 36,9% pretos ou pardos. Por isso, vamos usar a formação do Desenvolve também para acelerar a inclusão de outros perfis profissionais no mercado", explica Daniel Knopfholz, diretor de tecnologia do Grupo Boticário. Segundo divulgado, os inscritos podem vir de qualquer região do Brasil e devem comprovar que são de famílias de baixa renda. Também não há exigência de domínio da língua inglesa ou de qualquer formação na área de tecnologia. "O Desenvolve faz parte de uma jornada maior do Grupo Boticário para democratizar seus processos seletivos, reconhecendo que o talento pode estar em todos os lugares, independente de formação. Neste ano já abrimos processos de estágio sem exigência da língua inglesa ou até mesmo de cursos acadêmicos ou de idade para os interessados. A parceria com escolas de tecnologia é habilitar mais pessoas a entrarem neste mercado tão rico, seja no Grupo Boticário, que segue contratando especialistas em tech, ou em outras empresas", disse Graziella D´Enfeldt, diretora de recursos humanos do Grupo Boticário. Entre as iniciativas de 2020 nesta área, a empresa organizou oito webinars desenvolvidos para mais de 800 jovens universitários ou recém formados para que esse perfil de profissional aumentasse a consideração do Grupo Boticário (GB) como um lugar iniciar a carreira. Além das conversas com lideranças do GB, os inscritos também tiveram acesso a ferramentas de performance e relacionamento, como um treinamento para aumentarem a autoconfiança nos processos de seleção. Em setembro, 10 desses jovens passaram por mentoria com profissionais experientes do Grupo Boticário e, assim, puderam dar o próximo passo em suas jovens carreiras.

assessoria de imprensa O Boticário