HOME

NOTÍCIAS

Orange viabiliza a chegada do 5G na planta 4.0 de eletrônicos da LACROIX na França

Orange viabiliza a chegada do 5G na planta 4.0 de eletrônicos da LACROIX na França

Divulgação

A Orange e o grupo LACROIX - fabricante internacional de equipamentos tecnológicos – anunciaram que estão experimentando os benefícios do 5G na fábrica da LACROIX Electronics em Montrevault-sur-Evre, na França. Especializada no design e na produção de sistemas ‘embedded’ e de objetos conectados, esta fábrica da LACROIX Eletronics é reconhecida como uma ‘janela’ com vista para o futuro da indústria. Nela, estão acontecendo testes de larga-escala para entender os benefícios do 5G e seus usos naIndústria 4.0, como parte do projeto "Symbiose" - a fábrica de eletrônicos do futuro, na França. Como uma ferramenta de recuperação e transformação de negócios, o 5G permitirá que fabricantes desenvolvam o conceito de fábrica modular e aprimorem a gestão técnica de edifícios. Para dar sequência a esse projeto, a Orange desenhou e implementou uma rede 5G interna baseada em equipamentos da Ericsson: • Quatro antenas 5G internas (Ericsson Dot) foram instaladas dentro da planta, com frequências experimentais cobrindo o espaço de produção. • A Orange opera um núcleo de virtualização de rede, distribuído entre as instalações da Orange e a fábrica da LACROIX Electronics, que permite o processamento local e a segurança dos dados, bem como o desempenho e a eficiência da rede, adequados para os casos de uso da LACROIX Electronics. 5G, um primeiro passo rumo à planta modular A LACROIX Electronics está co-inovando com a Orange para tornar a planta mais adaptável. A confiabilidade da conectividade sem fio vai proporcionar mais flexibilidade na organização das máquinas. A instalação das ilhas de produção na fábrica pode ser modificada de acordo com o tipo de produção necessária. A confiança oferecida pelo 5G também permitirá um melhor controle da qualidade da produção. Ao tirar fotos de alta resolução de processos eletrônicos, por exemplo, pode-se realizar uma verificação em tempo real das soldas e de diversos componentes. A captação e o envio de imagens nesse modelo podem ser combinados com os serviços possibilitados pelo machine learning, melhorando os algoritmos de detecção e garantindo que não haja erros nos lotes produzidos, sem a necessidade de reajuste do maquinário. 5G, inovação com foco em eficiência A Orange e o LACROIX Group também estão pesquisando como essa tecnologia pode contribuir para uma melhor gestão técnica de edifícios e infraestrutura. O experimento é realizado em um ambiente controlado, onde são produzidos cartões eletrônicos para o setor de aviação. A montagem de componentes requer uma temperatura específica e regulação hidrométrica para evitar danos. A LACROIX Environment, operação especializada em recursos hídricos e energia, fornece equipamentos para receber medições em tempo real. Otimizar as configurações evitará o consumo excessivo dessas fontes. O 5G permitirá um retorno sobre o número crescente de sensores na planta, com a capacidade de operar até 1 milhão dessas soluções por km² (padrão 3GPP 5G). Essa medida permitirá estimar qual é a emissão de CO2 e o volume energético demandados na produção de cada item. Os clientes corporativos da Orange podem visitar a fábrica da LACROIX Electronics durante o período experimental para acompanhar de perto as vantagens do 5G para a Indústria 4.0. "Estamos muito satisfeitos ao colaborar com o Grupo LACROIX, fazendo parte desta fábrica digital, humana e ecologicamente correta. O 5G será um facilitador de digitalização para a indústria e um motor competitivo para o ambiente econômico e para todas as empresas, independentemente do tamanho ou localização", afirma Helmut Reisinger, CEO da Orange Business Services. "As equipes do Grupo LACROIX estão mobilizadas para fazer parte do desenvolvimento do 5G no setor industrial. A indústria eletrônica francesa está mudando e nosso setor precisa ser capaz de contar com uma tecnologia sem fio capaz de lidar com a massificação de dados em nossas fábricas. Esses dados vão nos permitir uma manutenção consciente e o fornecimento de informações confiáveis e seguras aos nossos clientes em tempo real. Esta coinovação alimenta nossa estratégia para uma ‘Indústria Inteligente’ e para nossa fábrica eletrônica do futuro - a Symbiose - que será lançada no final de 2021", complementa Vincent Bedouin, CEO do Grupo LACROIX.

assessoria de imprensa