HOME

NOTÍCIAS

Brasil conquista 51 prêmios no 1ºdia do Festival El Ojo de Iberoamérica, sendo 4 Grand Prix

Brasil conquista 51 prêmios no 1ºdia do Festival El Ojo de Iberoamérica, sendo 4 Grand Prix

Reprodução

Começou, de maneira on-line, a edição 2020 do El Ojo de Iberoamérica, maior festival internacional da criatividade publicitária das Américas e um dos maiores do mundo. Neste primeiro dia dessa 23ª edição do evento, o Brasil conquistou 51 troféus – 4 Grand Prix, 17 ouros, 11 pratas e 19 bronzes – nas competições Digital & Social, Eficácia, Experiência de Marca & Ativação, Gráfica & Via Pública, Media, Produção Gráfica, Produção de Áudio & Som, Rádio e Sustentável. Foram concedidos um total de 242 prêmios entre os países que se inscreveram. O destaque fica para os quatro Gran Ojos (como os Grand Prix são chamados no festival) para a publicidade brasileira: três para a agência Africa e um para a VMLY&R. No hiperlink a seguir (acesse aqui), é possível conferir as listagens de todos os vencedores do primeiro dia do 23º El Ojo de Iberoamérica. Em Experiência de Marca & Ativação, o maior prêmio vai para a VMLY&R e a produtora de filmes Piloto, com a peça “I am”, feita para a Starbucks Brasil. Já em Gráfica & Via Pública a agência Africa se destaca com nada menos do que dois GPs: um para o trabalho intitulado “Responsible Billboard”, produzido pela Corazón Filmes (direção de Pedro de La Fuente) para a AmBev; e outro para “The Most Valuable News”, com produção da La Carretera Filmes (direção de Maurício Guimarães) para a Folha de S.Paulo. Este último trabalho, inclusive, também foi premiado com um GP em Produção Gráfica. Dos 51 troféus conquistados pelo Brasil neste primeiro dia, as competições Media e Sustentável foram aquelas em que o país mais se destacou. São 9 troféus em cada uma delas, sendo 2 ouros, 2 pratas e 5 bronzes em Media; e 4 ouros, 1 prata e 4 bronzes para Sustentável. Em Digital & Social foram 6 prêmios, sendo 2 ouros, 1 prata e 3 bronzes; em Rádio, 1 ouro; enquanto em Eficácia foram 1 ouro em 1 prata. Em Experiência de Marca & Ativação, além do Gran Ojo, o Brasil conquistou 1 ouro, 2 pratas e 2 bronzes. No prêmio Produção de Áudio & Som foram três troféus, sendo 3 ouros, 1 prata e 2 bronzes. Em Produção Gráfica, 1 Gran Ojo, 1 ouro, 2 pratas e 1 bronze. Por fim, em Gráfica & Via Pública, além dos 2 Gran Ojos o país recebeu 2 ouros, 1 prata e 2 bronzes. Neste primeiro dia do festival, três competições não tiveram GPs concedidos: Produção de Áudio e Som, Rádio e Sustentável. Os demais ganhadores de GPs desta quarta-feira – que não foram para trabalhos brasileiros – são: Digital & Social – “Por Tus Ojos”, da Wunderman Thompson BA para a Sony Music Argentina, com filme produzido pela Landia e dirigido por Render Panic By The Movement, da Argentina. Eficácia – “DNA Discounts”, da Ogilvy Colômbia e Ogilvy México para a Aeroméxico, com filme produzido pela Direkor Films, direção de Rafael Martínez, nos Estados Unidos. Media – “Nescafé Coffee Stamp”, da Publicis Colômbia para a Nescafé da Nestlé Colômbia, com filme produzido pela Central Films, direção de Juan Carlos Beltrán, da Colômbia. O Festival Internacional El Ojo de Iberoamérica em sua edição 2020 começou na quarta-feira, 25, e termina na sexta-feira, 27.

assessoria de imprensa