HOME

NOTÍCIAS

Uber lança novos recursos de segurança

Uber lança novos recursos de segurança

Divulgação

A Uber anunciou uma série de novos recursos e iniciativas voltadas à segurança durante evento online realizado nesta quinta-feira (3). Na ocasião, foram anunciadas novidades como a checagem de documento dos usuários, checagem de segurança alimentar para restaurantes, a criação de conteúdos educativos de segurança viária para os entregadores parceiros e a expansão de ferramentas como a detecção de paradas inesperadas - que agora também vai identificar se a viagem terminar antes do destino final - e gravação de áudio, que será expandida para todo o Brasil. A empresa também divulgou que, desde o começo da pandemia, já investiu R$ 50 milhões no Brasil, em medidas de segurança e apoio: foram R$ 11 milhões em assistência financeira para os parceiros e R$ 8 milhões em reembolso de máscaras e álcool em gel, entre outras iniciativas voltadas para a comunidade. O diretor do Tech Center da Uber no Brasil, Marcello Azambuja, abriu o evento relembrando todos os recursos de segurança já existentes na plataforma - antes, durante e depois de uma viagem. O centro contará com investimento de R$ 250 milhões ao longo de cinco anos. "Temos um centro de desenvolvimento no Brasil focado em segurança. A tecnologia é um fator crucial para o desenvolvimento de medidas escaláveis e permite enfrentar a violência urbana. A Uber conecta pessoas no mundo digital para se encontrarem no mundo real e está comprometida em diminuir riscos e aumentar a segurança de todos que usam a nossa plataforma", resumiu Marcello. Mariana Esteves, gerente sênior de produtos, e Erik Theuer, gerente geral de produtos, apresentaram os novos recursos da plataforma, com a demonstração de algumas ferramentas. A executiva mostrou o checklist de segurança para os restaurantes cadastrados no Uber Eats, além de novos recursos voltados para os entregadores. "Os entregadores parceiros agora também vão passar a receber conteúdos educativos sobre melhores práticas no trânsito. Desenvolvemos esse material em parceria com especialistas em segurança viária", explicou Mariana. Erik iniciou sua participação explicando o novo recurso de checagem de documentos dos usuários e anunciou a expansão das ferramentas de gravação de áudio e também de detecção de paradas inesperadas."Hoje damos mais um passo para aprimorar a identificação dos usuários em nossa plataforma. As pessoas que solicitarem sua primeira viagem em dinheiro terão de tirar uma foto do documento de identidade (RG ou CNH), além de passar pela verificação existente de CPF", disse Theuer. Claudia Woods, diretora geral da Uber no Brasil, encerrou o evento relembrando os investimentos da empresa em medidas de segurança diante da pandemia da COVID-19. "Enquanto empresa de mobilidade, não medimos esforços para tornar nossa plataforma ainda mais segura e apoiar nosso parceiros nesse momento". A Uber está investindo R$ 50 milhões em ações que incluem assistência financeira para parceiros que foram infectados pelo coronavírus ou que pertenciam ao grupo de risco. Os recursos incluíram reembolso de materiais de limpeza, como álcool em gel e máscaras. Por meio dos Centros de Higienização instalados em nove cidades, foram higienizados mais de 60 mil carros e mochilas de entrega e instaladas 26 mil divisórias. Cláudia também relembrou as parcerias da empresa em iniciativas de combate a violência contra a mulher, destacando a expansão até dezembro do projeto criado em meio à pandemia para apoiar mulheres vítimas de violência doméstica, em parceria com o Instituto Avon e a Wieden+Kennedy, que já atendeu a mais de 3.300 mulheres. "A violência contra a mulher é um problema social complexo, mas queremos combatê-lo junto com a sociedade civil e as organizações especialistas. Temos esse compromisso desde 2018, com uma série de projetos, como o treinamento de agentes, pesquisas e podcasts educativos. A partir de agora, expandiremos para o combate ao racismo e à LGBTQfobia.", completou. Novos recursos de segurança anunciados: • Conteúdo educacional sobre segurança viária: Entregadores parceiros que utilizam bicicletas e motocicletas para realizar entregas vão passar a receber mensagens educativas sobre melhores práticas no trânsito. A ideia é contribuir com informações relevantes para que os parceiros tomem as devidas precauções e evitem acidentes. O conteúdo foi elaborado em parceria com a Confederação Brasileira de Ciclismo e consultores de engenharia de trânsito e análise de comportamento como a Hora H e a Talentos Agregados. • Checklist de medidas de higiene para restaurantes: Os restaurantes cadastrados no Uber Eats agora precisam passar por uma lista de verificações para confirmar que seguem medidas sanitárias, como monitoramento da saúde dos funcionários e higienização de utensílios. • Checagem de documentos de usuários: Usuários que optarem por pagar sua primeira viagem em dinheiro, sem fornecer dados do meio de pagamento digital (cartão de crédito ou débito), precisarão fornecer um documento de identidade, como RG ou CNH. A tecnologia já é utilizada pela Uber em países como Chile, México e Argentina . • U-Ajuda 2.0: A ferramenta lançada no ano passado ganhou uma nova versão. Agora, além de detectar automaticamente paradas inesperadas ou longas, será identificada também a conclusão de viagens fora do destino planejado. A mudança não prevista é detectada por meio da tecnologia do GPS e direciona o usuário ou motorista parceiros para os recursos de segurança do app. • Expansão nacional do U- Áudio: O recurso de gravação de áudio, que já estava disponível para motoristas e usuários de 16 cidades, chegará a todo o Brasil. A partir de agora, tanto o usuário quanto o motorista parceiro terão a opção de relatar um incidente de segurança e anexar o arquivo de gravação de áudio. O áudio permanece criptografado e armazenado diretamente no dispositivo de quem fez a gravação. A Uber só poderá acessá-lo se for compartilhado como parte do relato.

assessoria de imprensa